Tecnologia: Qualcomm, ASE e Investe SP firmam acordo milionário para indústria de chips

O governador do estado de São Paulo, recebe em audiência, representantes da QUALCOMM E ASE/USI, entre eles, Cristiano Amon – presidente da unidade de Negócios de Semicondutores, Rafael Steinhauser – presidente para América Latina e demais convidados. Participam também o vice-governador do estado de São Paulo, Marcio França, o diretor de gestão de projetos da Investe São Paulo, Erminio Lucci e o gerente de projetos da Investe São Paulo, Alexandre Marx, no Palácio dos Bandeirantes. Data: 09/03/2017. Local: São Paulo/SP. Foto: Gilberto Marques/A2img

 

 

O Governo de SP, a Qualcomm Incorporated e a Advanced Semiconductor Engineering (ASE) assinaram nesta quinta-feira (9) um contrato milionário que prevê investimento de 200 milhões de dólares (R$ 600 milhões) na indústria de semicondutores no Estado.

 

 

 

 

A parceria tem o foco em microchips de smartphones, desenvolvimento da tecnologia 5G e aplicações relacionadas à Internet das Coisas. Como, por exemplo, a interligação dos eletrodomésticos e a consequente integração via rede aos computadores e smartphones. O acordo foi assinado pelo governador Geraldo Alckmin e executivos da Qualcomm e da ASE.

 

 

 

 

 

“O tema é extremamente importante para o Brasil, porque deveremos ter uma indústria de semicondutores de módulos no país. Hoje importamos dos mercados americanos, chineses e europeus e poderemos ter esse grande investimento para o Brasil, especialmente dentro de São Paulo”, disse Alckmin. A expectativa é que a fábrica seja instalada na região de Campinas, onde está concentrada a maior parte do polo de tecnologia de informação e comunicação da América Latina.

 

 

 

 

 

Ontem o grupo também assinou um memorando com o Governo Federal que sacramenta a colaboração entre as partes, Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Services (MDIC), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), BNDES Participações S.A (BNDESPAR) e a Investe SP.

 

 

 

 

 

O documento reconhece a viabilidade técnica, comercial e financeira do crescimento da cadeia de valor de semicondutores no Brasil. O acordo também busca esforço conjunto e coordenado de todas as partes para satisfazer as várias condições legais e de negócios.

 

 

 

 

“Esse é um grande avanço tecnológico, traz inovação, pesquisa, desenvolvimento, geração de emprego, diminuição da importação e fabricação de produtos de alta tecnologia no Brasil. Essa implantação da indústria é também uma manifestação de confiança no futuro econômico do país”, concluiu Alckmin.

 

 

 

 

 

Da Redação com informações da Assessoria de Comunicação do Portal do Governo de São Paulo.