Tecnologia: Ipanema 203 faz 1º voo de demonstração no Congresso Sindag

Ipanema 203
Ipanema 203

 

 

 

O novo avião agrícola desenvolvido pela Embraer – o Ipanema 203 – fará seu primeiro voo público de demonstração nesta quarta-feira (24), na abertura do evento anual promovido pelo Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola – o Congresso Sindag. As demonstrações aéreas ocorrerão entre 7h e 9h, no aeroporto de Luís Eduardo Magalhães (BA). O evento segue até sexta (26), com a aeronave em exposição estática no estande da Embraer.

 

 

Lançado durante a Agrishow, em abril, o Ipanema 203 é uma evolução do produto que é líder em seu segmento, com mais de 60% do market share no Brasil e mais de 1.360 unidades vendidas. O novo modelo possui dois metros a mais de envergadura de asa em relação ao anterior e hopper com capacidade 16% maior em volume. A nova envergadura da asa permite uma faixa de deposição 20% maior, o que aumenta ainda mais a sua produtividade.

 

 

 

 

Depois de pesquisas em conjunto com a Escola de Engenharia de São Carlos (EESC), os winglets (pontas das asas) foram reprojetados para reduzir o vórtice e melhorar e a eficiência da pulverização. Outra importante parceria, esta com a Faculdade de Ciências Agronômicas da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – (FCA/UNESP), da cidade de Botucatu, deu suporte aos testes de pulverização do novo modelo, atestando sua eficiência e produtividade.

 

 

 

 

“Além de maior produtividade na lavoura, o Ipanema 203 oferece mais conforto e segurança ao piloto”, destaca Alexandre Solis, Diretor da Unidade da Embraer em Botucatu. “Além de um novo sistema de ar condicionado, o Ipanema 203 terá cinto de segurança com air bag e cabine com novos conceitos ergonômicos, como alavancas de comando mais acessíveis e pedais com ângulos mais suaves. Tudo para facilitar o dia a dia do operador.”

 

 

 

 

É a primeira reformulação do produto desde 2005, quando o Ipanema 202 se tornou a primeira aeronave produzida em série no mundo a sair de fábrica certificada para voar com etanol (álcool hidratado), mesmo combustível utilizado em automóveis. O custo operacional do novo modelo da aeronave, que continua sendo a única do mundo produzida em série certificada para voar com etanol, seguirá sendo o menor do mercado.

 

 

 

 

Líder no mercado de aviação agrícola no Brasil, o Ipanema é utilizado principalmente na pulverização de fertilizantes e defensivos agrícolas, evitando perdas por amassamento na cultura e flexibilizando a operação. As principais culturas que têm demandado o avião são: algodão, arroz, cana-de-açúcar, citrus, eucalipto, milho, soja e café. Ele também pode ser utilizado para espalhar sementes, combater vetores e larvas, no combate primário a incêndios e povoamento de rios.

 

 

 

 
Fonte: Da Redação com informações provenientes de Agências de Notícias e da Embraer