São Paulo – Educação: Estudantes de Fatecs fazem parte do projeto Meninas Digitais

FatechGirls durante o evento Computação Desplugada,
na Casa de Cultura do Tremembé, na Capital – Foto: Divulgação

 

 

Para estimular a presença feminina em um mercado majoritariamente composto por homens, estudantes de duas Faculdades de Tecnologia do Estado (Fatecs) promovem atividades visando despertar o interesse por cursos na área de computação entre garotas do Ensino Médio e Fundamental.

 

 

Os projetos fazem parte do programa Meninas Digitais, organizado pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC), com o objetivo de ampliar o número de mulheres em carreiras associadas à TI em todo o território nacional.

 

 

 

Fatech Girls

 

 

 

Uma das iniciativas é o Fatech Girls, da Fatec São Paulo, na Capital. Criado em 2017, o grupo atualmente conta com mais de 20 alunas voluntárias do curso superior tecnológico de Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS), sob orientação da professora Grace Borges.

 

 

 

 

Por meio de debates, palestras, minicursos e oficinas sobre temas relacionados à programação, como Scratch, JavaScript e AppInventor, bem como jogos de “computação desplugada” (técnica para ensinar informática sem o uso de computadores), as jovens desenvolvem atividades em escolas, centros comunitários e na Fatec.

 

 

 

“A própria história de vida das estudantes já serve de exemplo para atrair outras meninas para a computação. Mas nossas atividades não são restritas apenas ao sexo feminino, a ideia é desmistificar a informática para qualquer idade e gênero, mostrando o quanto esse universo é fascinante”, explica Grace.

 

 

 

Key Tech

 

 

 

 

Outro projeto é o Key Tech, da Fatec Bragança Paulista, localizada no município da Região de Campinas, que passou a integrar o programa da SBC em novembro de 2018. O grupo é composto por Erika Xavier Gimenes, Gabriel Augusto Lambert Bertti, João Victor Manfre Santos, Leonardo Nicanor Alves e Vitória Maria Aparecida de Souza Luiz, orientados pela professora Viviane Ramalho de Azevedo, que também é a coordenadora do curso de ADS da unidade.

 

 

 

Os jovens já tiveram contato com alunos de escolas da região para divulgar as possibilidades do mercado de trabalho da área e apresentar a oportunidade de prestar o Vestibular da Fatec. No primeiro semestre de 2019, o grupo planeja realizar workshops de Excel e HTML na unidade.

 

 

 

“É uma equipe muito dedicada e engajada, que já se tornou referência não só para os adolescentes das escolas mas também para os próprios colegas da Fatec, mostrando o potencial de crescimento do projeto”, afirma Viviane.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da Assessoria de Comunicação do Centro Paula Souza