TV – Entretenimento: Yasmim Gabrielle que se apresentava no “Programa Raul Gil” morre devido a depressão.

Yasmim Gabrielle que se apresentava no “Programa Raul Gil” morre devido a depressão. – Foto: https://www.facebook.com/yasmim.amaral.568

 

 

 

A jovem Yasmim Gabrielle, de apenas 17 anos e que ficou conhecida nacionalmente no Programa Raul Gil, do SBT, faleceu na manhã de domingo, o fato foi divulgado pelo diretor Raul Gil Junior em uma rede social.

 

“Infelizmente, nesta manhã, perdemos nossa Yasmim Gabrielle. Depressão é uma doença que está acabando com nossas crianças. Que Jesus a receba com amor e que ela encontre paz. Muito triste”, escreveu Raul Gil Junior. A jovem sofria de depressão. Não foi informada qual a causa da morte.

 

 


 

Ela participava do quadro ‘Eu e as Crianças’ e teve inúmeros momentos divertidos com o apresentador – ela o chamava de ‘vovô Raul’.

 

 

 

A última aparição de Gabrielle na TV foi no ano de 2017, numa participação especial no programa de Raul Gil, onde ela relembrou suas performances.

 

 

 

Em 2012, Gabrielle perdeu a mãe, vítima de um câncer. Inclusive, Raul já foi até a casa da garota, onde conversou com a mãe, que na época estava doente.

 

 

 

 

 

 

 

Sobre a Depressão

 

 

A depressão é um transtorno de humor que provoca uma persistente sensação de tristeza e perda de interesse. Também chamada de transtorno depressivo maior ou depressão clínica, afeta como você se sente, pensa e se comporta e pode levar a uma variedade de problemas emocionais e físicos. Você pode ter problemas para fazer as atividades do dia-a-dia normal, e às vezes você pode sentir como se a vida não vale a pena viver.

 

 

 

Mais do que se pensa, depressão não é uma fraqueza e você não pode simplesmente desaparecer de repente. A depressão pode exigir tratamento a longo prazo. Mas não desanime. A maioria das pessoas com depressão se sente melhor com medicação, aconselhamento psicológico ou ambos.

 

 

 

Sintomas

 

Embora a depressão possa ocorrer apenas uma vez durante a sua vida, geralmente as pessoas têm múltiplos episódios de depressão. Durante estes episódios, os sintomas que ocorrem a maior parte do dia, quase todos os dias e podem incluir:

 

 

  • Sentimento de tristeza, choro, vazio ou desesperança;
  • Explosões irritadas, irritabilidade ou frustração, mesmo em questões pequenas;
  • Perda de interesse ou prazer na maioria ou em todas as atividades normais, como sexo, hobbies ou esportes;
  • Distúrbios do sono, incluindo insônia ou dormindo demais;
  • Cansaço e falta de energia, por isso mesmo pequenas tarefas levam a um esforço extra;
  • Alterações no apetite – muitas vezes apetite reduzido e perda de peso, mas pode ocorrer aumento de consumo de alimentos com ganho de peso em algumas pessoas;
  • Ansiedade, agitação ou inquietação;
  • Pensar, falar ou movimentos do corpo lentos;
  • Sentimentos de inutilidade ou culpa, fixação em fracassos do passado ou culpar-se por coisas que não são da sua responsabilidade;
  • Problemas para pensar, concentrar-se, tomar decisões e lembrar coisas;
  • Pensamentos frequentes ou recorrentes de morte, pensamentos suicidas, tentativas de suicídio ou suicídio;
  • Problemas físicos inexplicáveis, como dor nas costas ou dores de cabeça;
  • Para muitas pessoas com depressão, os sintomas geralmente são graves o suficiente para causar problemas visíveis nas atividades do dia-a-dia, como trabalho, escola, atividades sociais ou relacionamentos com os outros. Outras pessoas podem se sentir geralmente miserável ou infeliz sem realmente saber porque.

 

 

Sintomas de depressão em crianças e adolescentes

 

  • Sinais e sintomas comuns de depressão em crianças e adolescentes são semelhantes aos dos adultos, mas pode haver algumas diferenças.
  • Em crianças mais novas, os sintomas da depressão podem incluir tristeza, irritabilidade, preocupação, dores, recusar ir à escola, e ficar abaixo do peso.
  • Nos adolescentes, os sintomas podem incluir tristeza, irritabilidade, sentimento negativo e inútil, raiva, mau desempenho ou má assiduidade na escola, sentimento incompreendido e extremamente sensível, uso de drogas ou álcool, comer ou dormir demais, automutilação, perda de interesse em atividades normais, evitar a interação social.
  • Crianças com transtorno de déficit de atenção / hiperatividade (ADHD) podem demonstrar irritabilidade sem tristeza ou perda de interesse. No entanto, depressão grave pode ocorrer com TDAH.

 

 

Sintomas de depressão em idosos

 

  • A depressão não é uma parte normal do envelhecimento, e nunca deve ser tomada de ânimo leve. Infelizmente, a depressão muitas vezes não é diagnosticada e não é tratada em adultos mais velhos, e eles podem se sentir relutantes em procurar ajuda. Os sintomas de depressão podem ser diferentes ou menos óbvios em adultos mais velhos, tais como:
  • Dificuldades de memória ou mudanças de personalidade.
  • Dores ou dores físicas.
  • Fadiga, perda de apetite, problemas de sono, dores ou perda de interesse no sexo – não causada por uma condição médica ou medicação.
  • Frequentemente querendo ficar em casa, em vez de sair para socializar ou fazer coisas novas
  • Pensamentos ou sentimentos suicidas, especialmente em homens mais velhos.

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes do SBT e http://hospitalsantamonica.com.br