Saúde: Antecipando a Semana Mundial de Vacinação a OMS alerta que apenas uma das seis metas de vacinação para 2015 está no caminho certo

Vacinação no Brasil. Foto: imagem de vídeo/UNiFeed
Vacinação no Brasil. Foto: imagem de vídeo/UNiFeed

 

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou na quarta-feira (22) que “apenas uma das seis metas de vacinação para 2015 está no caminho certo.” Uma em cada cinco crianças ainda perde o calendário de imunizações de rotina, que poderiam impedir 1,5 milhão de mortes a cada ano de doenças evitáveis.

 

 

A advertência acontece em um momento em que diversos países passaram a vivenciar novos surtos de sarampo desde o último ano, o que ameaça os esforços para alcançar a meta global de eliminar a doença em três regiões até o fim deste ano.

 

 

“É fundamental que a comunidade global agora faça um esforço coletivo e coeso para colocar as nossas seis metas de volta nos trilhos”, disse Flavia Bustreo, diretora-geral assistente da OMS, antecipando a Semana Mundial de Vacinação, que acontece entre 24 e 30 de abril.

 

 

 

A OMS observou que quase 22 milhões de crianças em 2013 perderam as três doses necessárias de difteria, coqueluche e tétano, muitas delas vivem nos países mais pobres do mundo, e cobrou o fim da deficiência desnecessária e da morte causada por falta de vacinação.

 

 

 

Todos os 194 membros da OMS endossaram na Assembleia Mundial da Saúde o Plano de Ação Global de Vacinação de 2012, um compromisso para garantir que ninguém perca imunizações vitais. No entanto, um novo relatório de avaliação independente sobre os progressos toca um alarme, avisando que as vacinas não estão sendo entregues de forma equitativa ou de forma confiável.

 

 

No próximo mês, a OMS irá reunir representantes de alto nível de 34 países com cobertura de vacinação de rotina de menos de 80%, para discutir os desafios enfrentados por eles e para explorar soluções para superá-los.

 

 

Da Redação com informações da ONU