Saúde: Aleitamento materno não transmite zika vírus

Não há nenhuma evidência de que alguma criança tenha contraído zika através do leite materno Foto: EBC
Não há nenhuma evidência de que alguma criança tenha contraído zika através do leite materno
Foto: EBC

 

 

 

O surto de microcefalia no País não alterou a recomendação do Ministério da Saúde em relação à importância do aleitamento materno desde o primeiro dia de vida dos bebês.

 

 

Em entrevista a jornalistas sobre o atendimento na rede médica a mulheres em idade fértil, gestantes e recém-nascidos com suspeitas de microcefalia, o secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Alberto Beltrame, reforçou que não há relação entre aleitamento e transmissão do zika vírus.

 

 

 

 

“Não há nenhuma evidência de que alguma criança tenha contraído zika por meio do leite materno”, afirmou. O secretário comentou também que não há motivos para que o aleitamento seja contraindicado. “O ministério continua estimulando o aleitamento”, destacou.

 

 

 

Repelente

 

 

 

Beltrame informou que, nos próximos dias, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se reunirá com os fabricantes de repelentes. O objetivo é fazer um levantamento sobre a capacidade de produção nacional e preços de referência.

 

 

 

O secretário comentou que não há decisão de distribuição de repelente na rede pública, enfatizando que a melhor prevenção ao zika vírus é o combate ao mosquito Aedes aegypti.

 

 

 

 
Da Redação com informações do Portal Brasil, com informações do Ministério da Saúde