IBGE – Saúde: No Brasil 65,7% das pessoas internadas foram atendidas pelo SUS

Hospital
Hospital

 

 

Das 200,6 milhões de pessoas residentes no Brasil, 6,0% (ou 12,1 milhões de pessoas) ficaram internadas em hospitais por 24 horas ou mais nos 12 meses anteriores à data da entrevista da PNS. Tratamento clínico e cirurgia foram os dois tipos de atendimentos mais frequentes nos casos de internação. Em estabelecimentos de saúde públicos, as proporções foram de 42,4% e 24,2%, respectivamente. Em estabelecimentos de saúde privados, os percentuais foram de 29,8% e 41,7%, respectivamente.

 

 

Em estabelecimentos de saúde públicos, o parto normal teve maior participação nas internações (7,2%) do que o parto cesáreo (5,9%). Em estabelecimentos de saúde privados ocorreu o inverso: o parto cesáreo (9,7%) superou a participação de internações do parto normal (2,1%).

 

 

 

 

Das pessoas que ficaram internadas em hospitais por 24 horas ou mais, 65,7% (ou 8,0 milhões) tiveram este atendimento por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). As regiões Nordeste (76,5%) e Norte (73,9%) registraram as maiores proporções. A proporção de internação em hospitais do SUS foi maior para pessoas de 0 a 17 anos de idade (75,2%), para pessoas que se declararam de cor preta (75,8%) e parda (75,4%) e não apresentou diferenças por sexo. Essa proporção também foi maior quanto menor o nível de instrução: variou de 80,6% das pessoas sem instrução ou fundamental incompleto a 19,7% das pessoas com nível superior completo.

 

 

 
Da Redação com informações provenientes de Agências de Notícias Nacionais e IBGE