Bragança Paulista – Saúde: Vigilância Epidemiológica iniciou monitoramento para controle de sífilis nas unidades de saúde de Bragança

As monitorias serão feitas pela médica infectologista, Gabriela Sabbadini e pela enfermeira Ana Eliza Garcia Ralise, ambas da DIVE

 

 

A Prefeitura de Bragança Paulista, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, através da Divisão de Vigilância Epidemiológica e Controle de Doenças, iniciou na última semana (21/02), na unidade de saúde ESF Nilda Colli, uma monitoria para controle de sífilis. As ações ocorrerão em todas as unidades de saúde da cidade.

 

 

As monitorias serão feitas pela médica infectologista, Gabriela Sabbadini e pela enfermeira Ana Eliza Garcia Ralise, ambas da DIVE. O objetivo é a capacitação contínua na atenção básica em assuntos de importância epidemiológica e reduzir os casos de sífilis congênita, adquirida e na gestação através da instrução adequada da equipe de saúde.

 

 

 

Em 2018, foram registrados 190 casos no município, sendo 152 de sífilis adquirida, 27 de sífilis em gestantes e 11 de sífilis congênita, o qual representa 52% em mulheres, 61% da população branca, 77% da população heterossexual e 14% de reinfecção.

 

 

 

A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível (IST), causada pela bactéria Treponema pallidum. É transmitida por meio da relação sexual desprotegida com uma pessoa infectada, ou ainda pode ser transmitida para a criança durante a gestação ou parto.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes do DIMP/BP