Saúde: Fake news e saúde serão tema de seminário da Fiocruz em Brasília

Fake news e saúde serão tema de seminário da Fiocruz em Brasília

 

 

 

Diversas notícias chegam diariamente em nossos perfis nas mídias sociais, mas nem todas são verdadeiras. As fake news, ou notícias falsas, se espalham com frequência e são alvo de preocupação pelo impacto em diversas áreas e na saúde não é diferente. Para discutir o tema, a Fiocruz Brasília realizará, no início de 2019, mais um Seminário Internacional As relações da saúde pública com a imprensa. A sexta edição do evento apresenta algumas novidades, como um espaço para submissão de trabalhos científicos e relatos de experiências e também um curso livre sobre o tema.

 

 

 

Serão aceitos estudos e relatos de experiências sobre o tema “Fake news e saúde” na modalidade de Comunicação oral. Estudantes, trabalhadores, pesquisadores, professores e gestores das áreas de comunicação, saúde ou áreas afins poderão submeter em algum dos seguintes eixos: Jornalismo e saúde, Publicidade e saúde, Redes sociais virtuais e saúde, Relações Públicas e saúde e Comunicação Organizacional e Saúde. O prazo para submissão dos trabalhos científicos é até o dia 01 de dezembro. A submissão é gratuita, assim como a participação no evento.

 

 

Confira aqui as regras para submissão de trabalhos

 

 

A comissão científica do evento é formada por membros da Fiocruz, do Ministério da Saúde, além de professores e pesquisadores de diferentes universidades do DF. Os critérios de avaliação estão disponíveis no edital, assim como o formato exigido para a submissão. Os trabalhos serão apresentados no dia 21 de março de 2019, durante o evento.

 

 

 

 

Programação – O Seminário As Relações da Saúde Pública com a Imprensa: Fake news e saúde será realizado entre os dias 18 e 21 de março. O debate contará com jornalistas e assessores de comunicação, pesquisadores, gestores e especialistas da saúde e da comunicação do Brasil e do exterior para debater e analisar como as notícias falsas podem ser prejudiciais à saúde das pessoas e afetar a execução plena da política de saúde no país. Um curso livre sobre Fake news e Saúde também integra a programação do evento, que será divulgada em breve, bem como o link para inscrição no evento gratuito.

 

 

 

 

Esta é a segunda edição internacional do evento. Nos últimos dez anos, a Fiocruz Brasília promoveu o seminário para debater temas de relevância para a saúde pública brasileira. Febre amarela, H1N1, a imagem do SUS na mídia, ebola, chikungunya, dengue, zika e o Aedes aegypti foram os temas abordados nas outras cinco edições do evento.

 

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes do CFM e Fiocruz Brasíia