São Paulo – Política: Deputado Edmir Chedid é citado como sendo suposto “Dono de Região” para recebimento de propina.

Deputado Edmir Chedid é citado como sendo suposto “Dono de Região” para recebimento de propina.

 

 

O Blog do Repórter Fausto Macedo do Estadão, na edição eletrônica desta terça feira (12), trás uma denúncia em que o nome do Deputado Estadual Edmir Chedid (DEM) estaria envolvido em uma possível cobrança de “pedágios” ou seja propina para que Organizações Sociais (O.S)  na Área da Saúde pudessem trabalhar em uma cidade da Região.

 

 

 

A suposta cobrança do “pedágio” foi revelada no âmbito da “Operação Ouro Verde”, desencadeada pelo Ministério Público Estadual e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO),  que apura desvios de condutas e enriquecimento ilícito de um grupo de empresários que estão por trás da O.S Vitale, e que administra Hospital Ouro Verde na cidade de Campinas.

 

 

 

Segundo a denúncia, a organização Social Vitale Saúde, antiga Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Bariri, foi a vencedora da seleção realizada pelo poder público para gerir o Hospital Ouro Verde. O Gaeco recebeu informações de que a Vitale Saúde seria composta por diretores e administradores oriundos da Pró-Saúde, organização social conhecida por ser investigada em inúmeras irregularidades praticadas em todo o país. O Gaeco instaurou, então, procedimento investigatório que apontou para a existência de fraudes no chamamento público que teve a Vitale Saúde como vencedora.

 

 

 

Um dos alvos da investigação,  Fernando Vitor Torres Nogueira Franco, foi flagrado em uma escuta telefônica autorizada, referindo-se ao Deputado Edmir Chedid, como dono da Região de Amparo, e que supostamente teriam que lhe pagar “pedágio” para obtenção de um contrato com o poder público, em relação ao Laboratório do AME naquela cidade.

 

 

 

 

Vale lembrar que Fernando Vitor esteve aqui em Bragança Paulista na assinatura do contrato da atual Organização Social Reviva Saúde que atua na administração da saúde na cidade,  identificando-se juntamente com Márcio Mancilia como advogados da OS em questão.

 

 

 

 

Nota do Deputado Edmir Chedid

 

Esclarecimento a Bragança Paulista

EDMIR CHEDID LAMENTA CITAÇÕES DE SUPOSTO LOBISTA INVESTIGADO PELO MP/SP

SÃO PAULO – O deputado Edmir Chedid (DEM) declarou que não possui nenhum envolvimento com supostos esquemas irregulares para a obtenção de contratos na saúde pública. Também lamentou ter sido citado injustamente por lobistas e empresários numa conversa telefônica autorizada pelo Ministério Público (MP/SP), que apura denúncias sobre o crime organizado em Campinas.

Nesta gravação, um suposto lobista afirma que o parlamentar é o “dono da região” – em referência a Amparo/SP – e que qualquer atividade na saúde pública deveria receber sua autorização. “Fui citado injustamente numa conversa telefônica, apenas citado. E isso não significa que esteja sendo investigado pelo Ministério Público de São Paulo”, comentou.

Edmir Chedid afirma ter ficado surpreso com a repercussão do fato, visto que seu nome aparece juntamente com o de outros políticos, de prefeito a deputado federal. “Há outros nomes na gravação autorizada pelo MP, mas fui o único que recebeu destaque na mídia. Não há qualquer declaração que sirva para apontar ou comprovar meu envolvimento com atos ilícitos”, disse.

O parlamentar explicou ainda que, a proximidade com o período eleitoral do próximo ano faz ressurgir uma série de ataques à sua reputação. “Esta é uma situação que sempre se repete quando estamos próximos às votações mais importantes da Assembleia Legislativa ou quando tentamos a reeleição do mandato. Infelizmente, o desespero evidenciado por adversários tornou-se hábito contra os que possuem mandato e ações comprovadas”, comentou Edmir Chedid.

 

 

Da Redação com informações vinculadas  no Blog do Repórter Fausto Macedo do Estadão e do MP/SP