São Paulo – Educação: Professora do Centro Paula Souza é premiada pelo jornal O Globo

A professora Joana Félix, ao centro, recebeu o prêmio principal da noite ao lado de personalidades que se destacaram em suas áreas em 2017 – Foto: Divulgação/CPS

A professora de química Joana D’Arc Félix, da Escola Técnica Estadual (Etec) Professor Carmelino Corrêa Junior, de Franca, foi premiada como Personalidade do Ano de 2017 na última quarta-feira, 28 de março, pelo jornal O Globo. A educadora ficou conhecida nacionalmente pelo trabalho de inclusão de estudantes no universo da pesquisa científica.

 

 

 

Joana foi escolhida por um júri integrado pelo diretor de redação do jornal carioca, Alan Gripp; pelo presidente da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira; e pelos colunistas Ancelmo Gois, Ascânio Seleme, Merval Pereira e Miriam Leitão. A seleção levou em conta personalidades entrevistadas em 2017. A professora e pesquisadora foi entrevistada pela jornalista Flavia Junqueira, em setembro do ano passado.

 

 

 

Movida pela ciência

 

 

 

A reportagem contou um pouco a história de Joana D’Arc Félix, nascida em Franca, em uma família humilde. Sua primeira professora foi sua mãe, empregada doméstica, que incentivou a filha a ler as primeiras palavras aos três anos de idade. Seu pai, funcionário de um curtume, foi o responsável por aproximá-la daquela que seria sua área de pesquisa.

 

 

 

 

Formada no Ensino Médio aos 14 anos e graduada em Química pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Joana venceu dificuldades financeiras e geográficas e conseguiu realizar pós-doutorado na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Sua grande conquista, porém, foi mostrar a estudantes de sua cidade natal que é possível ter sucesso a partir do conhecimento. Com seus alunos, conquistou mais de 70 prêmios, além de diversas homenagens. A mais recente foi a da Assembleia Legislativa de São Paulo, em 23 de março, onde recebeu a Medalha Theodosina Ribeiro, entregue às mulheres que fazem a diferença no meio em que vivem.

 

 

 

 

“O prêmio do Globo valoriza a educação e a ciência, mostrando com toda certeza que a educação é a arma mais poderosa para vencermos os obstáculos da vida”, comemora a professora. “Me sinto honrada por resgatar e alimentar a esperança de jovens sem perspectiva, trabalhando em prol da educação, da ciência, da saúde e do meio ambiente. Vivo um momento único e indescritível.”

 

 

 

 

A cerimônia de gala do Prêmio Faz Diferença ocorreu na noite de ontem no Hotel Copacabana Palace, onde também foram homenageados artistas, ativistas e personalidades que se destacaram no noticiário no ano passado.

 

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da Assessoria de Comunicação do Centro Paula Souza