São Paulo – Economia: Operação Sacoleiro apreende 13 veículos clandestinos de transporte de passageiros no Interior Paulista

 

Terminou hoje a “Operação Sacoleiro” de fiscalização da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) para coibir irregularidades no transporte intermunicipal de passageiros no Estado de São Paulo. Iniciada na última segunda-feira (dia 6), a operação abordou 143 veículos nas Rodovias Anhanguera (SP 330), Bandeirantes (SP 348), Raposo Tavares (SP 270) e Castello Branco (SP 280). Desse total, 13 veículos foram apreendidos por estarem prestando o serviço de forma irregular, ou seja, sem licença, entre a Capital e o interior paulista. Atualmente, os passageiros contam com 921 empresas cadastradas que podem ser contratadas para realizar o serviço de viagens intermunicipais rodoviárias no Estado de São Paulo, seja para viagens de trabalho, lazer ou estudos.

 

 

A Artesp alerta que o serviço irregular oferece inúmeros riscos aos passageiros, uma vez que o veículo não é vistoriado para este fim, não há garantia de que o motorista seja habilitado para atuar no transporte coletivo e, em caso de acidente, não há seguro específico para os passageiros. Somente esse ano, entre janeiro e setembro, a fiscalização da Agência abordou 16.537 veículos nas rodovias do Estado, dos quais 1.166 foram apreendidos, pois realizavam transporte clandestino de passageiros.

 

 

A atuação da Agência visa garantir a segurança dos passageiros. Antes de realizar uma viagem de fretamento intermunicipal, os usuários podem consultar no site da Artesp (www.artesp.sp.gov.br/transporte-coletivo-fretamento.html) se a empresa é regulamentada, bastando para isso saber a placa do veículo ou o CNPJ da empresa. A consulta vale para qualquer grupo de passageiros interessado em contratar o serviço de fretamento para viagens intermunicipais no Estado de São Paulo. Essa simples consulta evita eventuais transtornos e dá maior garantia de segurança para as viagens.

 

 

Da Redação com informações provenientes da Artesp