Atibaia – Política: Projeto de lei sobre implantação de “ecopontos” em Atibaia está em tramitação na Câmara Municipal

Projeto de lei sobre implantação de “ecopontos” em Atibaia está em tramitação na Câmara Municipal

 

Está em tramitação na Câmara Municipal o projeto de lei, de autoria do vereador Sidnei Luciano Gonçalves (Sidnei Guerreiro, PRB), que dispõe sobre a implantação de “ecopontos” no município de Atibaia.

 

 

Os ecopontos são locais compostos de um recipiente diferenciado (ou um conjunto de recipientes diferenciados – caçambas ou contêineres por exemplo) que servem como coletores de resíduos de construção civil, recicláveis e resíduos volumosos, para que estes possam receber um tratamento diferenciado de coleta, transporte e destinação final, exclusivamente para reciclagem, reprocessamento e reaproveitamento, contribuindo para a melhoria do meio ambiente.

 

 

 

Fica a cargo do Poder Executivo disponibilizar áreas públicas ou terrenos com espaço adequado para a instalação destes recipientes coletores, priorizando locais de fácil acesso à coletividade – preferencialmente em escolas, associações de bairros e outros locais de caráter comunitário. A Administração Municipal também será responsável pela coleta e os ecopontos poderão ser utilizados de forma compartilhada por ONGs, associações de bairros ou grupos locais que desenvolvam ações de coleta seletiva de lixo seco reciclável.

 

 

Ainda segundo o projeto, os ecopontos deverão ser instalados em locais visíveis e, de modo explícito, conter dizeres que venham alertar e despertar a conscientização do usuário sobre a importância e a necessidade do correto fim dos produtos.

 

 

 

“Este projeto de lei visa colaborar com a coleta seletiva em nossa cidade e, portanto, com o nosso meio ambiente, e trará inúmeras vantagens a todos os munícipes: diminuição da quantidade de lixo enviada diretamente aos aterros; incentivo à indústria de reciclagem; limpeza e higiene pública de todo o município; e, principalmente, conscientização dos cidadãos a respeito do destino final do lixo”, afirmou Sidnei Guerreiro.

 

 

Da Redação com informações provenientes do Departamento de Comunicação da Câmara Municipal da Estância de Atibaia