Atibaia: GGI de Atibaia prende Baloeiro e apreende Balão que caiu no bairro da Ponte.

GGI de Atibaia prende Baloeiro e apreende Balão que caiu no bairro da Ponte. – Foto: G8

 

Na manhã desta quinta-feira (12), a Força Policial de Atibaia, atraves do Gabinete de Gestão Integrada, deteve uma pessoa e apreendeu um balão na Rua Brasil, no Bairro Atibaia Jardim, em Atibaia.

 

 

Um grupo de baloeiros tentava resgatar um balão em Atibaia, quando as Equipes da Guarda Civil Municipal, Polícia Militar e Polícia Ambiental agiram rapidamente. O balão com aproximadamente 10 metros de comprimento, ameaçava cair sobre uma residência, o que poderia causar um incêndio de grandes proporções.

 

A recuperação dessa etiqueta, após a queda do balão, tem o valor de até R$ 15 mil e serve como prêmio entre os baloeiros. – Foto: G8

 

 

Quando o grupo de baloeiros percebeu a presença dos integrantes do GGI, correu entre as pessoas que acompanhavam a queda do balão. Um deles, de São Paulo, foi detido com uma etiqueta, com o nome do grupo, que fica amarrada na armação do balão. A recuperação dessa etiqueta, após a queda do balão, tem o valor de até R$ 15 mil e serve como prêmio entre os baloeiros.

 

 

 

 

Por volta das 8h30, a Equipe da Guarda Civil Municipal, Inspetor Santos e o GCM Rogério, realizavam o patrulhamento preventivo no bairro da Ponte, em Atibaia, quando percebeu uma aglomeração de motos e veículos, e os ocupantes olhando para o céu. Na Avenida São João, um motociclista na contramão de direção, sentido Centro, passou pela viatura em alta velocidade e foi acompanhado pelos GCMs.

 

 

 

O motociclista parou quando o balão caiu na Avenida Brasil. As chamas do balão ainda estavam acesas, colocando em risco as residências e as pessoas no local. Os integrantes do GGI, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar e Polícia Ambiental, cortaram o papel que ligava a churrasqueira ao balão e conseguiram, com apoio dos moradores, apagar a tocha. A estrutura do balão foi apreendida pela Polícia Ambiental e o motociclista encaminhado ao Plantão Policial pela Equipe da GCM. O motociclista, morador em São Paulo, foi multado pela Polícia Ambiental em R$ 7,5 mil por soltar balão.

 

 

Soltar balões é crime ambiental, conforme o artigo 42 da Lei de Crimes Ambientais, que deixa claro que “fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas e demais formas de vegetação, em áreas urbanas ou qualquer tipo de assentamento humano”, é crime. A pena prevista é a detenção de um ano a três anos, multa ou ambas cumulativamente.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes do Jornal G8