Presidente do Banco Central participará de audiência sobre metas econômicas no Congresso na próxima quinta-feira – 30/04/15

Alexandre Tombini
Alexandre Tombini

 

 

Seis comissões da Câmara e do Senado reúnem-se nesta quinta-feira (30) para ouvir o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini. Ele vai explicar o cumprimento dos objetivos e das metas das políticas monetária, creditícia e cambial.

 

No mês passado, durante audiência no Senado, Tombini disse que a partir deste mês a inflação deve começar a cair. Um dos motivos, segundo ele, é o fim do realinhamento dos preços administrados pelo governo neste início de 2015.

 

 

Para 2016, o presidente do BC acredita que o índice retornará ao centro da meta, que é de 4,5%. A prévia inflacionária para os últimos 12 meses, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), está em 7,9%, acima do teto da meta de 6,5%.

 

 

Já analistas e investidores do mercado financeiro preveem que a inflação feche o ano em 8,25%. Essa estimativa está no boletim Focus divulgado semanalmente pelo Banco Central. Para o Produto Interno Bruto (PIB), a perspectiva permanece pessimista, com queda de 1,1% e diminuição na produção industrial de 2,5%.

 

 

Para o câmbio, a projeção até o fim do ano é que o dólar chegue a R$ 3,20, e a taxa básica de juros fique em 13,25% ao ano. Houve leve elevação na estimativa para os preços administrados, aqueles monitorados pelo governo como luz e combustíveis, que passou de 13% para 13,1%, em 2015.

 

 

O debate, marcado para as 10 horas, no plenário 2, é promovido pelas comissões de Finanças e Tributação; de Fiscalização Financeira e Controle; de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio (da Câmara); pelas comissões de Assuntos Econômicos; e de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (do Senado); e pela Comissão Mista de Orçamento (da Câmara e do Senado).

 

 

Da Redação – ND
Com informações da Agência Brasil