Política: Presidente do Senado considera estratégico avanço da parceria Brasil-China

 Renan Calheiros recebeu o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang no Senado.

Renan Calheiros recebeu o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang no Senado.

 

 

O presidente do Senado, Renan Calheiros, disse nesta terça-feira (19) ao primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, que considera estratégico para o Brasil o avanço da parceria entre os dois países. Em visita, o primeiro-ministro conversou com Renan também sobre as relações parlamentares.

 

 

Keqiang está no Brasil para assinar 35 acordos de cooperação nas áreas de planejamento estratégico; infraestrutura; transporte; agricultura e energia; mineração; ciência e tecnologia; e comércio.

 

 

 

— Nossas relações vivem um grande momento. Mais do que nunca precisamos avançar nesta parceira para garantir o desenvolvimento — observou Renan, acompanhado de outros 20 senadores.

 

 

 

Renan lembrou que o Parlamento brasileiro mantém dois grupos de cooperação com a China: um na Câmara dos Deputados e outro no Senado. Ele aproveitou o encontro para anunciar que um grupo de parlamentares vai visitar a China no próximo mês de setembro.

 

 

 

Li Keqiang disse que a comitiva brasileira será muito bem recebida em seu país.

 

 

 

— Fico muito feliz em saber que há esses dois grupos parlamentares de amizade. A cooperação não pode ser só política, mas também econômica. E antes de tudo, precisa ter uma base sólida com o apoio da sociedade. Precisamos garantir a participação dos senadores e deputados nesse processo — afirmou.

 

 

 

Renan lembrou que a China é o principal parceiro comercial do Brasil. Em 2014, as exportações àquele país alcançaram US$ 40,6 bilhões, enquanto as importações totalizaram US$ 37,3 bilhões, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. De janeiro a abril deste ano, o comércio entre os dois países já soma US$ 21,7 bilhões.

 

 

 

Renan Calheiros convidou o primeiro-ministro chinês a conhecer o Plenário do Senado, a exemplo do presidente da China, Xi Jinping, que visitou o Parlamento em julho do ano passado. Li Keqiang assinou o livro de honra do Senado e participou brevemente da sessão plenária junto com a sua comitiva. Durante a sessão, Renan Calheiros voltou a ratificar a importância da parceria entre os dois países.

 

 

 

 

Da Redação com informações da Assessoria de Imprensa da Presidência do Senado.