Política: Parlamentares de países do Brics assinam declaração conjunta em Moscou

Parlamentares de países do Brics assinam declaração conjunta em Moscou - Foto: Presidência do Senado
Parlamentares de países do Brics assinam declaração conjunta em Moscou – Foto: Presidência do Senado

 

 

 

Parlamentares de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul assinaram, nesta segunda-feira (8), a 1ª Declaração do Brics no âmbito do Legislativo, durante o 1º Fórum Parlamentar do bloco, realizado em Moscou. No documento, ficou acertado, entre outras coisas, que o grupo vai defender a reforma dos mecanismos globais de segurança, entre eles o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

 

 

 

Durante a reunião, os presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e do Senado, Renan Calheiros, anunciaram ainda que será criada uma comissão mista para acompanhar os assuntos relacionados ao bloco econômico, em especial a implementação do Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), cujo capital autorizado inicial é da ordem de US$ 100 bilhões.

 

 
A intenção é que esse colegiado se reúna regularmente de forma preparatória para as reuniões anuais do bloco.

 

 

 

 

– A agenda comum precisa contemplar e incentivar, especificamente, a mudança da forma de atuação de organismos internacionais multilaterais como o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial, ou mesmo apresentar alternativas complementares a essas instituições. Da mesma forma, uma atuação parlamentar no âmbito do Brics deve abordar de forma constante a questão do sistema de segurança coletiva global, que, reconhecidamente, deve ser revisitado em prol de uma atuação da ONU mais eficaz, mais consensuada na preservação da paz e solução pacífica dos conflitos mundiais – disse Cunha.

 

 

 

 

Além de Cunha e Renan, a delegação brasileira no evento foi composta pelos deputados Átila Lins (PSD-AM), Beto Mansur (PRB-SP), Gilberto Nascimento (PSC-SP), Leonardo Picciani (PMDB-RJ), Bruno Araújo (PSDB-PE), Maurício Quintella Lessa (PR-AL), Jovair Arantes (PTB-GO), Mendonça Filho (DEM-PE), André Figueiredo (PDT-CE), Arthur Oliveira Maia (SD-BA), Andre Moura (PSC-SE), Rubens Bueno (PPS-PR) e Rodrigo Maia (DEM-RJ), além dos senadores Lindbergh Farias (PT-RJ), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Ciro Nogueira (PP-PI).

 

 

 

 

Além da reunião coletiva, os deputados também tiveram encontros bilaterais com parlamentares da Rússia e da China para tratar da elaboração de convênios em diversas áreas, como energia, governança, mineração, finanças e agricultura.

 

 

 

 

 

Fonte: Da Redação com informações provenientes de Agências Nacionais e da Agência Câmara Notícias