Política – Eleições 2018: Imprensa internacional destaca atentado contra Bolsonaro.

 Imprensa internacional destaca atentado contra Bolsonaro. - Reprodução/EBC
Imprensa internacional destaca atentado contra Bolsonaro. – Reprodução/EBC

 

 

Diversos veículos de todo o mundo repercutiram o ataque a faca sofrido pelo candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, nesta quinta-feira (6) durante comício em Juiz de Fora, Minas Gerais. O periódico espanhol “El Pais” ressaltou que “o candidato com mais intenção de voto e com mais rejeição entre o eleitorado foi atacado em um ato de campanha no estado de Minas Gerais”.

 

 

Já o jornal norte-americano “The New York Times” ressaltou o fato de que Bolsonaro é “um político de extrema direita”, que prometeu restaurar a ordem em um país que sofre com o aumento da violência”. No entanto, “ele é amplamente desprezado por muitos brasileiros que o consideram sexista, racista e homofóbico”.

 

 

 

 

 

O “Washington Post” informou sobre o atentado contra o candidato, que “está usando uma plataforma resistente ao crime e defendeu restrições mais brandas à posse de armas no Brasil”.

 

 

 

“Declarações sobre mulheres, minorias e pessoas LGBT repeliram alguns brasileiros, mas atraíram muitos outros”, escreveu a Bloomberg, ressaltando que o mercado reagiu após a notícia, causando uma elevação nas ações e moeda brasileira. A rede “BBC” chamou Bolsonaro de “político polêmico” e afirmou que ele “tem indignado muitos no Brasil com comentários racistas e homofóbicos”. O jornal francês “Le Monde” informou que “o grande admirador da ditadura militar e considerado racista, misógino e homofóbico” foi ferido “com faca enquanto fazia campanha”. O italiano “Corriere della Sera” informou a agressão contra o “candidato de extrema direita que lidera as pesquisas para as próximas eleições de 7 de outubro”, enquanto que o argentino “Clarín” destacou na primeira matéria de sua página. “O acontecimento gerou comoção e o direitista aspirante a dirigir o país conseguiu uma cobertura espetacular que supera a de seu adversário Geraldo Alckmin”, escreveu.

 

 

 

 

O jornal britânico “The Guardian”, por sua vez, disse que “em uma eleição particularmente imprevisível, Bolsonaro tem polarizado opiniões com suas opiniões sobre leis mais permissivas para o porte de armas, seus ataques à esquerda e seu enaltecimento a ditadura militar”.

 

 

 

 

Da Redação com informações da ANSA