Política: Eduardo Cunha diz que manobras podem interferir na escolha do líder do PMDB

Eduardo Cunha  diz que manobras podem interferir na escolha do líder do PMDB
Eduardo Cunha diz que manobras podem interferir na escolha do líder do PMDB

 

 

 

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, criticou nesta terça-feira (16) o que considera como manobras para influenciar na escolha, a ser feita na quarta-feira (17), do novo líder do PMDB. A disputa ocorre entre o atual líder, deputado Leonardo Picciani (RJ), e o deputado Hugo Motta (PB). Picciani tem o apoio do Palácio do Planalto e Motta é aliado de Cunha.

 

 

Repórteres perguntaram a Cunha, no Salão Verde, se a substituição de integrantes do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar seria uma manobra para beneficiá-lo no colegiado, onde responde a processo disciplinar. “Manobra é o que está sendo feito na tratativa da liderança do PMDB. Estão nomeando provisoriamente deputados de outros partidos como secretários estaduais para crescer artificialmente a bancada do PMDB; isso é que é manobra”, respondeu o presidente.

 

 

 

 

Segundo ele, dois secretários do governo do Rio de Janeiro – Pedro Paulo Teixeira e Marco Antônio Cabral – deixarão os cargos na administração estadual para reassumirem temporariamente os mandatos de deputados e votarem em Picciani. Além disso, de acordo com o presidente, dois atuais deputados de outros partidos (PSD e PTB) da bancada fluminense serão nomeados secretários estaduais “por 48 horas” só para abrirem vagas na Câmara aos suplentes, que são do PMDB e votarão em Picciani.

 

 

 

Ministro da Saúde

 

 

Cunha também criticou o provável afastamento de Marcelo Castro (PMDB-PI) do Ministério da Saúde; segundo notícias publicadas pela imprensa, Castro reassumiria o mandato de deputado por um dia também pra votar em Picciani. “Ele é dono do mandato; só considero estranho que isso aconteça no momento em que o ministério precisa combater o mosquito da dengue”, lembrou o presidente.

 

 

 

 
Da Redação com informações da Agência Câmara Notícias