Política: Dilma Rousseff discute reforma política com o presidente do Senado

Senadores se reuniram com a presidenta Dilma Rousseff para conversar sobre a Reforma Política, que será votada em julho no Senado Federal. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
Senadores se reuniram com a presidenta Dilma Rousseff para conversar sobre a Reforma Política, que será votada em julho no Senado Federal. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

 

 

 

A presidenta Dilma Rousseff se reuniu, nesta quinta-feira (25), com o presidente do Senado Federal, Renan Calheiros, para discutir os principais pontos da Reforma Política, que será votada no congresso entre os dias 1º e 17 de julho. Em coletiva de imprensa após o encontro, o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, que também estava na reunião, afirmou que o poder executivo dará todo o apoio necessário para a Reforma Política. “É um tema do parlamento, mas nos parece que está muito bem encaminhado e que poderá trazer excelentes resultados para a democracia brasileira”, disse.

 

 

Também participaram do encontro o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o presidente da Comissão da Reforma Política do senado, senador Jorge Viana, e o relator da comissão, senador Romero Jucá.

 

 

 

 

 

Mercadante disse que a presidenta Dilma acolheu com entusiasmo o trabalho dos senadores, não apenas pela promoção de um diálogo entre os poderes, mas pela construção de uma proposta suprapartidária que busca aperfeiçoar aspectos fundamentais do sistema eleitoral brasileiro. Segundo o ministro, a reforma pode “baratear os custos das campanhas eleitorais, melhorar a transparência e a eficiência do sistema eleitoral, contribuir para a governabilidade de todos os níveis federativos e para a estabilidade das instituições e melhorar a qualidade da relação entre os partidos, enfrentando, assim, os temas mais sensíveis dessa agenda, que é indispensável para o aprimoramento da democracia brasileira”, complementou.

 

 

 

 

Segundo o senador Calheiros, a conversa com a presidenta faz parte de uma série de diálogos sobre a reforma, que inclui ministros do Tribunal Superior Eleitoral, ex-presidentes, parlamentares e sociedade civil. Para ele, Dilma reafirmou o compromisso de ajudar nessa discussão. “Teremos a colaboração do governo para fazer uma reforma política mais abrangente e mais transparente, e que possa efetivamente resolver os grandes gargalos que tem no processo político e eleitoral”, disse.

 

 

 

 
Fonte: Da Redação com informações provenientes de Agências de Notícias e Blog do Planalto