Política – ALESP: Presidente da Sabesp prestou contas sobre crise hídrica para a comissão da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo

Reunião da Comissão de Infraestrutura em que o presidente da Sabesp falou sobre a crise hídrica
Reunião da Comissão de Infraestrutura em que o presidente da Sabesp falou sobre a crise hídrica

 

 

Fernando Cury (PPS) participou neste mês de mais uma reunião da Comissão de Infraestrutura da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, onde esteve presente o presidente da Sabesp, o engenheiro Jerson Kelman. O dirigente prestou esclarecimentos sobre a crise hídrica na região metropolitana de São Paulo e as políticas de enfrentamento adotadas pela empresa.

 

 

 

Em sua explanação, Kelman destacou que essa foi a mais grave seca dos últimos 84 anos de monitoramento. Entre as ações desencadeadas pela Sabesp, o dirigente lembrou do Programa de Incentivo à Redução de Consumo, que concede desconto de até 30% na conta de água para aqueles que economizarem mais de 20% no consumo. Citou a estratégia da redução de pressão nas tubulações (imóveis recebem água com menor pressão, mas a rede permanece pressurizada) e doações de caixas d’água de 500 litros para armazenamento (para pessoas com renda familiar de até três salários mínimos e que morem em áreas de vulnerabilidade social). As ações reduziram em 58% a utilização de água do Sistema Cantareira, em abril deste ano.

 

 

 

 

Houve ainda, conforme lembrou Kelman, uma garantia de abastecimento com a captação da reserva técnica do Cantareira, que abastece, em condições normais, quase a metade da população da Região Metropolitana de São Paulo (22 milhões de habitantes). Devido à crise hídrica, o Cantareira sofreu uma diminuição que foi de 45% (volume em janeiro de 2014) para 5% (em janeiro de 2015).

 

 

 

Fonte: Da Redação com informações provenientes de Agências de Notícias e da ALESP –  assessoria do deputado Fernando Cury