Política – ALESP: Assembleia do Estado de São Paulo irá homenagear mulheres com a Medalha Theodosina Ribeiro – 19/06/2015

Medalha Theodosina Ribeiro
Medalha Theodosina Ribeiro

 

 

 

A campeã olímpica Hélia Rogério de Souza Pinto, a Fofão, que se despediu das quadras recentemente, será uma das homenageadas com a Medalha Theodosina Ribeiro. A outorga da medalha acontece durante Sessão Solene a ser realizada na Assembleia Legislativa no dia 19 de junho, às 10h, no Plenário Juscelino Kubitschek. A premiação é um reconhecimento às mulheres cujos trabalhos empoderam, impactam e influenciam decisivamente a vida de pessoas pertencentes a grupos vulneráveis da sociedade.

 

 

 

 

Iniciativa  de resolução, a outorga da medalha passou a ter caráter permanente e a integrar o calendário anual da Assembleia Legislativa. A iniciativa conta, ainda, com o apoio das deputadas Maria Lúcia Amary (PSDB) e Ana do Carmo (PT). “A população negra, principalmente as mulheres, precisam de referências positivas. A Fofão foi uma grande atleta e que nos deu muito orgulho nas quadras. Essas referências precisam ser valorizadas”, declara Leci.

 

 

 

Mulheres homenageadas

 

 

 

 

A diversidade é uma marca do time de homenageadas que atuam nos mais diversos segmentos da sociedade. Neste ano, também receberão a medalha Angélica de Maria Mello de Almeida, desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo; Sueli Carneiro, fundadora e diretora do Geledés – Instituto da Mulher Negra; Cida Bento, diretora e fundadora do Centro de Estudos das Relações e Trabalho e Desigualdade (Ceert); a rapper Preta Rara; e a deputada federal Luciana Santos, ex-prefeita de Olinda (PE) e a primeira mulher presidente nacional do PCdoB.

 

 

Homenageadas

 

 

Fofão
Fofão

Cida Bento
Cida Bento

Preta Rara
Preta Rara

Luciana Santos
Luciana Santos

Angelica de Maria Mello de Almeida
Angelica de Maria Mello de Almeida

 

 

 

Edições anteriores

 

 

 

 

Nos anos de 2013 e 2014, a deputada realizou o Prêmio Theodosina Ribeiro, em parceria com as entidades Elas por Elas – Vozes e ações das mulheres, Geledés e União e Apoio no Combate ao Câncer de Mama (Unaccam), homenageando mulheres dos mais diversos segmentos. “Essa medalha fortalece a discussão sobre as minorias e os segmentos excluídos de nossa sociedade. Além disso, é uma homenagem mais do que merecida à doutora Theodosina Ribeiro, que é um exemplo e uma inspiração para nós, mulheres negras, por toda a luta que ela representa. Ser a primeira mulher negra eleita deputada no Estado de São Paulo é sinônimo de força e garra que a história não pode esquecer”, afirma a deputada Leci Brandão.

 

 

 

 

Theodosina Ribeiro

 

 

 

 

Nascida em 29 de maio de 1930, na cidade de Barretos (SP), Theodosina Rosário Ribeiro foi a primeira vereadora negra da Câmara Municipal de São Paulo, sendo eleita em 1970 com a segunda maior votação daquele pleito. Em 1974 foi eleita a primeira deputada negra da Assembleia Legislativa do Estado, onde ocupou o cargo de vice-presidente e permaneceu por três legislaturas. Theodosina é formada em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de Mogi das Cruzes e em Direito pelas Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU). A filósofa, advogada e ex-deputada se tornou uma referência e estímulo para negras e negros. Depois dela, outras mulheres negras se engajaram na vida pública.

 

 

 

 

 

Fonte: Da Redação com informações provenientes de Agências Nacionais e com informações da ALESP