PIS/Pasep 2016: Novo prazo para trabalhador sacar PIS/Pasep começa dia 28/07/2016 até 31/08/2016

Novo prazo para trabalhador sacar PIS/Pasep começa dia 28/07/2016 até 31/08/2016
Novo prazo para trabalhador sacar PIS/Pasep começa dia 28/07/2016 até 31/08/2016

 

 

Um novo prazo para os trabalhadores que não conseguiram sacar o abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2014 terá início na próxima quinta-feira (28). O período de saque será de um mês e termina no dia 31 de agosto, informou hoje (25) o Ministério do Trabalho.

 

 

 

PIS/Pasep é a sigla do Programa de Integração Social e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), que são contribuições sociais devida pelas empresas.

 

 

 

 

A prorrogação para os trabalhadores que perderam o prazo foi anunciada no início do mês pelo ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. Na ocasião, ele destacou que mais de 1 milhão de trabalhadores perderam o prazo, encerrado no fim de junho. A expectativa é que mais de R$ 800 milhões sejam injetados na economia neste ano caso todos os trabalhadores que têm o direito ao abono PIS/Pasep ano-base 2014 saquem os valores liberados.

 

 

 

No mesmo dia, também começa a ser pago o abono, ano-base 2015. Quem nasceu de julho a dezembro, recebe o benefício neste ano (2016) e os nascidos entre janeiro a junho, no primeiro trimestre de 2017. Em qualquer situação, o recurso ficará à disposição do trabalhador até 30 de junho de 2017, prazo final para o recebimento.

 

 

 

Quem tem direito ao PASEP 2016

 

O Pasep é um programa de auxílio para os trabalhadores do setor público, que basicamente serve como o 14º salário do servidor público. Sua finalidade é bem próxima à do PIS, embora haja alguma diferença entre os dois benefícios. Para ter direito ao passe, o servidor público precisa:

  • Ter o nome cadastrado no PASEP há 5 anos ou mais;
  • Ter trabalhado por pelo menos 30 dias em serviço público no ano anterior;
  • Seu salário não pode ter ultrapassado a faixa dos 2 salários mínimos no ano anterior;
  • A repartição pública na qual você serviu precisa ter lhe incluído na RAIS entregue ao Ministério do Trabalho e Emprego.
  • Apesar de possuir regras muito similares ao PIS, o PASEP não pago através da Caixa Econômica Federal, mas sim através do Banco do Brasil.
  • Outra diferença essencial no PIS PASEP é que o primeiro é pago de acordo com a data de nascimento do trabalhador, enquanto que o segundo é pago de acordo com o último dígito do cartão do servidor.

 

 

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da Agência Brasil