Operação Expresso 150: Polícia Federal cumpre mandados em investigação sobre venda de decisões judiciais no Ceará

Polícia Federal cumpre mandados em investigação sobre venda de decisões judiciais no Ceará
Polícia Federal cumpre mandados em investigação sobre venda de decisões judiciais no Ceará

 

A 2ª fase da Operação Expresso 150 foi deflagrada hoje (28) de manhã pela Polícia Federal no Ceará. A operação investiga um esquema criminoso de venda de decisões do Tribunal de Justiça do estado. Participam das investigações 110 policiais federais. Eles estão cumprindo 19 mandados de busca e apreensão e 24 de condução coercitiva, quando a pessoa é levada à delegacia para ser ouvida e, em seguida, liberada.

 

 

 

Os alvos desta fase da operação são 14 advogados, dois desembargadores da ativa e um desembargador aposentado. As buscas estão ocorrendo nas residências dos investigados, em escritórios de advocacia e em dois gabinetes de desembargadores do Tribunal de Justiça do Ceará. Além dos mandados de busca, apreensão e condução, houve a determinação de bloqueio das contas de um desembargador aposentado e um advogado envolvido nos crimes investigados.

 

 

 

O esquema criminoso, segundo a PF, pode ter beneficiado mais de 300 pessoas. Elas foram incluídas nos quadros da Administração Pública, no cargo de soldado da Polícia Militar do Ceará, entre 2011 e 2012, sem que fossem devidamente aprovadas no concurso público. As investigações indicaram a existência do funcionamento de conluio entre advogados e desembargadores, visando a liberações de criminosos, por meio da concessão de liminares em habeas corpus impetrados principalmente durante os plantões judiciais.

 

 

 
Da Redação com informações provenientes da Agência Brasil