Operação Aparecida 2015: Confira as dicas da Polícia Rodoviária Federal para os motoristas e romeiros neste 12 de outubro

Confira as dicas da Polícia Rodoviária Federal para os  motoristas e romeiros neste 12 de outubro
Confira as dicas da Polícia Rodoviária Federal para os motoristas e romeiros neste 12 de outubro

 

 

 

O feriado de 12 de outubro é um dos principais do Brasil. Pela grande quantidade de pessoas que acessam o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, tanto a pé como por veículos, a Polícia Rodoviária Federal no Estado de São Paulo montou uma operação para a data, nos mais de 1.000 km de rodovias federais no Estado.

 

 

Desde 1.980, quando o Papa João Paulo II consagrou a Basílica, a data é considerada uma das mais importantes do calendário oficial do país, e nos dias próximos à data de comemoração da padroeira, a cidade de Aparecida, localizada às margens da BR-116 (Via Dutra), recebe um grande fluxo de visitantes.

 

 

 

 

Das 0 h do dia 9 até às 24 h do dia 12 de outubro, radares fotográficos de última geração e etilômetros (bafômetros) estarão presentes em todas as viaturas e serão utilizados durante todos os dias da fiscalização, para coibir o excesso de velocidade e a condução por motoristas embriagados, a fim de reduzir o número de acidentes ao longo das estradas que ligam São Paulo ao restante do país.

 

 

 

Espera-se um aumento no tráfego de veículos, especificamente no Estado de São Paulo, onde está localizada a Basílica Nacional de Nossa Senhora Aparecida, elevando sensivelmente o fluxo na região do Vale do Paraíba, no período referido.

 

 
Motoristas

 

 
Boas práticas colaboram para uma viagem tranquila e com menos riscos:

 

 

• Tenham cuidado com pedestres, especialmente em áreas urbanas. O atropelamento está entre as principais causas de mortes nas rodovias federais.
• Mantenha uma distância segura do veículo que vai à frente, de modo que proporcione uma visão ampla de quem vai à frente e permita uma direção defensiva em caso de um acontecimento inesperado;
• Para garantir uma viagem segura e sem imprevistos, faça uma boa conferência dos itens de segurança de seu veículo, mesmo nas distâncias curtas, calibrando os pneus, verificando os níveis de água e óleo e testando o funcionamento da iluminação como faróis, lanternas traseiras, setas, luzes de freio e ré;
• Planeje suas viagens: conheça as distâncias; os pontos de parada; informe-se sobre os postos de combustíveis e restaurantes às margens da estrada;
• Pare a cada 3 horas. O motorista que se expõe a muitas horas no volante, está sujeito ao fenômeno da “hipnose rodoviária”, na qual ele se mantém de olhos abertos mas sem percepção da realidade à sua volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e da força motora;
• Observe e respeite as placas de sinalização, principalmente as que indicam o limite de velocidade e as condições de ultrapassagem;
• Se surgir algum problema durante a viagem, acione a PRF pelo número emergencial 191;
• Use sempre o cinto de segurança;
• Se for beber, não dirija.

 

 

 

Romeiros

 

 

 
Muitas pessoas costumam caminhar pelos acostamentos da Rodovia Presidente Dutra, em direção à Basílica Nacional em Aparecida. Não é recomendável, mas os romeiros que desejarem se deslocar a pé, a PRF orienta, antes de mais nada, iniciar a peregrinação somente após a realização de exames médicos que atestem a capacidade física, uma vez que o deslocamento a pé por muitos quilômetros não é uma tarefa simples, lembrando ainda:

 

 

 

• Fazer um planejamento do trajeto, com pontos de descanso e paradas para alimentação bem definidos;
• Não fazer o uso de telefones celulares ou de fones de ouvido, pois esses aparelhos desviam a atenção;
• Utilizar roupas claras, que facilitem a visualização pelos motoristas;
• Evitar o deslocamento noturno e sob chuva, pois nestes cenários a segurança é reduzida;
• Evitar o deslocamento portando valores ou pertences valiosos;
• Sempre se deslocar em grupo e em fila indiana, de preferência pelo sentido contrário ao da via;
• Trazer consigo documentação pessoal e, se possível, um kit de primeiros socorros e,
• Água! Procurar sempre estar hidratado.

 

 

 
Restrição de veículos de carga

 

 

 

Para aumentar a fluidez do trânsito nas rodovias federais de pista simples, maior parte da malha viária nacional, o tráfego de caminhões bitrem, veículos com dimensões excedentes e caminhões cegonha será restrito durante o feriado.

 

 

 

Nos dias e horários de maior movimento, todos os veículos que possuem Autorização Especial de Trânsito (AET) e veículos com mais de duas combinações, como bitrens, cegonhas e afins, carregados ou não, estarão proibidos de circular em rodovias de PISTAS SIMPLES de acordo com a figura

 

 

 
O motorista que descumprir a determinação será multado pela PRF. A infração é média, gera multa de R$ 85,13, com 4 pontos na CNH. Além disso, o condutor será obrigado a permanecer com o veículo estacionado até o final do horário de restrição.

 

 

 

Horários de pico

 

 

 

Horários de pico
Horários de pico

 

A Polícia Rodoviária Federal recomenda que os horários de maior movimento sejam evitados para maior conforto dos viajantes. Para isso, a orientação é para que os condutores se programem para evitar esses horários na figura.

 

 

 
Recomendações importantes

 

 

 

• Planejamento da viagem – O motorista deve se informar sobre as distâncias que vai percorrer, condições do tempo, pontos de parada, existência de postos de combustíveis e de restaurantes à beira da estrada. Não esquecer documentação pessoal e do veículo;

 

 

 

• Revisão preventiva – Providenciar a checagem do automóvel mesmo para pequenas viagens. Faróis acesos para ver e ser visto; pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador em dia. Não esquecer de verificar a presença e o estado dos equipamentos de porte obrigatório, principalmente pneu estepe, macaco, triângulo e chave de roda, além dos limpadores de parabrisa e luzes do veículo;

 

 

 

• Pausas para descanso – O condutor deve programar paradas a cada 3 horas. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da “hipnose rodoviária”, na qual se mantém de olhos abertos, mas sem percepção da realidade à sua volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora;

 

 

 

• Período noturno – Evitar circular à noite. Além da redução da visibilidade, é o horário que os delinquentes mais se aproveitam para a prática de crimes;

 

 

• Previsão do tempo – Procurar se informar sobre as condições do tempo nos lugares por onde vai passar. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) disponibiliza gratuitamente informações sobre o clima no endereço www.inmet.gov.br;

 

 

 

• Atenção redobrada – Observar as placas que indicam os limites de velocidade e as condições de ultrapassagem. Tais placas não foram colocadas naquele ponto da estrada sem motivo. Nos trechos em obras, o motorista deve reduzir a velocidade e obedecer a sinalização local.

 

 

 

• Alimentação – Durante a viagem, mantenha-se alimentado e hidratado. Dê preferência a alimentos leves e de fácil digestão, como frutas, legumes e verduras. Evite doces, frituras e gorduras. Álcool, nem pensar.

 

 

 

• Descanso – Durma bem antes de qualquer viagem de automóvel. O sono e o cansaço são grandes inimigos de uma viagem segura.

 

 

 

• Cinto de segurança – Use sempre o cinto de segurança, este equipamento é obrigatório para todos os ocupantes do veículo.

 

 

 

Em caso de emergência, disque 191. Se for beber, não dirija!

 

 

 
Da Redação com informações provenientes dPolícia Rodoviária Federal