Nacional – Tragédia de Janaúba: Hoje fazem dois anos que a Heroica professora Helley Abreu Batista salvou 25 crianças de um incêndio criminoso e morreu

Hoje fazem dois anos que a Heroica professora Helley Abreu Batista salvou 25 crianças de um incêndio criminoso e morreu

 

Há dois anos atrás no dia 05 de Novembro de 2017, o vigia Damião Soares dos Santos, entrou na escola na qual trabalhava e ateou fogo nas crianças e em si mesmo. O vigia foi uma das vítimas fatais. Também morreu a professora Helley Abreu Batista, de 43 anos, que chegou a tentar impedí-lo fisicamente, e que ajudou no resgate de crianças.

 

 

 

A creche Gente Inocente, do Centro Municipal de Educação Infantil (CEMEI), localizada no bairro Rio Novo, e era pública e recebia crianças de zero a seis anos.

 

 

 

O massacre deixou 14 pessoas mortas – 10 delas crianças e a professora Helley de Abreu Silva Batista, que dá nome à entidade atualmente. Mais de 50 pessoas ficaram feridas. O vigia sofria de transtorno mental (mania de perseguição).

 

 

 

A altivez e atitude heróica da professora Helley Abreu Batista deve ser sempre lembrada e exaltada, pois sem pensar em sua própria vida, salvou 25 crianças ao retirá-las das chamas, enfrentou o vigilante noturno Damião Soares dos Santos, 50 anos, que provocou o incêndio, e por causa disto teve 90% do corpo queimado e morreu devido aos ferimentos.

 

 

A professora nasceu em Montes Claros e mudou-se para Janaúba na juventude. Deixou o marido Luís Carlos Batista, com quem foi casada 23 anos, e três filhos. Um deles na época do crime era um bebê de um ano e três meses.

 

 

Da Redação