Nacional: Rio poderá taxar quarto ocupado na rede hoteleira para captar recursos para o turismo

Rio poderá taxar quarto ocupado na rede hoteleira para captar recursos para o turismo

 

O novo presidente da RioTur, Marcelo Alves, disse, nesta quarta-feira (4), que pretende agilizar o processo de taxação do turismo. A expectativa é cobrar R$ 5 por quarto ocupado.

 

 

 

“Está sendo finalizado um projeto para ser encaminhado à Câmara de Vereadores. Ontem começamos a trabalhar nisso. Estamos trabalhando muito para que isso seja logo implantado e possa ter receita para investir.”

 

 

 

 

A ideia, segundo Alves, é utilizar a taxa para investir no setor de turismo da cidade, como, por exemplo, na qualidade dos serviços e na comunicação externa para atrair mais turistas para o Rio de Janeiro. Ele aposta que o turismo é a solução para a crise.

 

 

“Uma não. É a saída. É uma indústria que gera resultado e também gera receita. A cadeia produtiva é toda movimentada.”

 

 

 

 

Marcelo Alves ainda destacou que as prioridades serão melhorar os serviços para os turistas e o carnaval. Segundo ele, a RioTur estuda fazer alterações nos locais de desfiles de blocos que reúnem grandes multidões no centro da cidade.

 

 

 

“Eu pedi esse estudo pra que os grandes blocos saiam na Presidente Vargas. Tenho ouvido os organizadores do evento, e cada um tem uma preferência. Mas chegou o momento em que se a gente não se organizar pra cada um ter um lugar único, para os megablocos, perde-se o controle. Vou receber esse plano de logística pra atender blocos de mais de 1.000 messoas.

 

 

 
As declarações foram dadas na manhã desta quarta-feira, durante recepção a turistas que desembarcavam de um transatlântico ancorado no porto do Rio.

 

 

 

 
Da Redação com informações provenientes da Radio Agência Nacional