Nacional – Política: Comissão aprova projeto que incorpora Terapia Assistida por Animais no SUS

Comissão aprova projeto que incorpora Terapia Assistida por Animais no SUS – Imagem: FMABC – Faculdade de Medicina do ABC

 

Cerca de 94% dos brasileiros que têm animais em casa, consideram e tratam seus bichos como membros da família, de acordo com pesquisa realizada pela Proteção Animal Mundial. Além de ótimos companheiros, os animais ainda podem ajudar pacientes com diversos problemas de saúde, transtornos ou outras limitações. É a chamada terapia assistida com animais ou “pet terapia”, termo usado pelos brasileiros.

 

 

Um projeto (PL 4455/12) que incorpora a Terapia Assistida por Animais (TAA) no Sistema Único de Saúde (SUS) foi aprovado pela Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados. A prática consiste na utilização de animais como instrumentos facilitadores de abordagem e de terapias para pacientes.

 

 

Pela proposta, apresentada pelo deputado Giovani Cherini, do PL do Rio Grande do Sul, os hospitais do SUS deverão ter profissionais aptos a trabalhar com terapia assistida por animais. O deputado ressaltou que, para viabilizar o tratamento, o governo poderá celebrar convênios com hospitais veterinários e com organizações não governamentais que já trabalham com animais.

 

 

“Os próprios veterinários vão ter aí um grande espaço para trabalhar sua profissão dentro dos hospitais. Então, acho que estamos casando uma coisa muito importante que é a vida, em todas as suas dimensões, especialmente a vida humana e a vida animal”.

 

 

Para Cherini, o uso da técnica beneficia a socialização e recuperação de pacientes em períodos longos em hospitais, reduzindo a ansiedade e estresse.

 

 

“Muitas e muitas vezes as pessoas precisam de amor e carinho e não de remédio químico, então o remédio químico muitas vezes acaba prejudicando mais a pessoa do que ajudando. O que nós queremos é diminuir o remédio químico, diminuir a farmácia, diminuir hospital, diminuir médico e aumentar a saúde das pessoas e a terapia assistida por animais é um grande caminho nesse sentido”.

 

 

A relatora da proposta, deputada Flávia Morais, do PDT de Goiás, destacou que a prática será extremamente benéfica para todo o Sistema Único de Saúde, reduzindo, sobretudo, o período de internação dos pacientes. O projeto que regulamenta o uso de terapia assistida por animais nos hospitais públicos segue para a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da Secretaria da Rádio Câmara