Nacional: Municípios amazônicos se unem pelo desenvolvimento sustentável

Municípios amazônicos se unem pelo desenvolvimento sustentável
Municípios amazônicos se unem pelo desenvolvimento sustentável

 

 

 

O ano começa com uma boa notícia no coração da Amazônia: o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável da Transamazônica e Xingu (CIDS) cresceu de quatro para doze integrantes e conta agora com todos os municípios da região: Altamira, Anapu, Brasil Novo, Gurupá, Medicilândia, Pacajá, Placas, Porto de Moz, São Félix do Xingu, Senador José Porfirio, Uruará e Vitória do Xingu.

 

 

O CIDS foi o primeiro consórcio público intermunicipal do Pará, criado em 2012 com o apoio do IPAM e o objetivo de promover ações conjuntas pelo desenvolvimento urbano e rural sustentável, com redução do desmatamento e das queimadas acidentais e a melhoria da qualidade de vida da população da região.

 

 

 

 

Para a presidente do consórcio e prefeita de Brasil Novo, Marina Sperotto, “com a adesão de todos os municípios da região de integração do Xingu, o CIDS se fortalece e será possível buscar a consolidação de políticas públicas eficientes para a agricultura e o meio ambiente, em que o desenvolvimento sustentável acontecerá de fato e de direito na nossa região, aliando a perspectiva de convivência harmônica entre o homem e a natureza”.

 

 

 

Os 12 municípios respondem por 330 mil quilômetros quadrados de uma região rica em recursos naturais, com desmatamento acumulado até 2014 de 46,7 mil km2 – uma área maior do que a do Espírito Santo.

 

 

 

Há variações grandes de conversão da floresta entre os municípios – alguns estão mais desmatados do que outros –, mas as ameaças e os problemas são similares, como retirada ilegal de madeira e dificuldade de cumprimento de políticas públicas.

 

 

 

O consórcio estimula a busca integrada por soluções e recursos para projetos de desenvolvimento sustentável – o que evita, inclusive, que o problema migre de um município para outro.

 

 

 

 

Desde sua criação, com apenas quatro municípios, até hoje, o CIDS tem trabalhado pelo fortalecimento das secretarias municipais de meio ambiente e agricultura para que políticas públicas sustentáveis sejam cumpridas. Além disso, um projeto conjunto visa à recuperação de áreas do desmatadas em propriedades de agricultura familiar.

 

 

 

Da Redação om informações do ipam.org.br