Nacional – Meio Ambiente: Tadeu Candelária é o novo secretário do Verde e do Meio Ambiente da Capital Paulista

Solenidade de Posse do Senhor Tadeu Candelária, Secretário Municipal do Verde e do Meio Ambiente Sr. FERNANDO HADDAD, Prefeito de São Paulo - Foto Cesar Ogata / SECOM
Solenidade de Posse do Senhor Tadeu Candelária, Secretário Municipal do Verde e do Meio Ambiente Sr. FERNANDO HADDAD, Prefeito de São Paulo – Foto Cesar Ogata / SECOM

 

 

 

O economista Tadeu Candelária, 63 anos, assumiu na manhã de segunda-feira (15) o cargo de secretário do Verde e do Meio Ambiente. Cabe à pasta o planejamento e a coordenação das diversas atividades de defesa do meio ambiente na capital, zelando pela cooperação com órgãos e entidades do governo federal, dos Estados e dos demais municípios. Candelária assume a secretaria em substituição a Wanderley Meira do Nascimento.

 

 

Durante a cerimônia de posse, o prefeito Fernando Haddad destacou o trabalho que o novo titular terá pela frente, principalmente no que diz respeito às obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na capital. “O PAC não pode parar na cidade de São Paulo em função das nossas obrigações. PAC em São Paulo é mobilidade e corredores de ônibus. PAC em São Paulo significa drenagem. Todas as bacias, quase sem exceção, a não ser que sejam de competência do Estado, estão na mão da prefeitura. Quando eu falo de PAC, eu estou falando das 84 mil unidades habitacionais que estão em licenciamento. O que isso tem a ver com o verde? Uma boa parte desses empreendimentos depende de licença ambiental, ou da sua Secretaria ou da Cetesb [companhia ambiental do Estado]. PAC em São Paulo significa hospitais. Seria impossível a construção do hospital de Parelheiros sem a Secretaria do Verde acionar a Cetesb para autorizar licenciamento. Hoje, nada escapa do verde e meio ambiente”, afirmou.

 

 

 

 

O secretário ressaltou o compromisso com essas e com outras ações importantes para a cidade. “Teremos a oportunidade de efetivar a agenda ambiental para o desenvolvimento da cidade, prevista no novo Plano Diretor Estratégico, que tem por fim fazer da cidade de São Paulo um lugar mais humano e mais moderno. Nesse contexto, destaco os jardins verticais, os prédios verdes, a ampliação das áreas verdes, a conservação e a recuperação do meio ambiente e da paisagem, a criação de um polo de desenvolvimento rural sustentável, além da definição das diretrizes do Plano Municipal de Saneamento Ambiental Integrado”, declarou.

 

 

 

 

 

Formado em Economia e engenharias Mecânica e Industrial, Candelária ingressou na carreira pública em 1970, na prefeitura de Mogi das Cruzes, onde atuou em cargos de assessoria e direção executiva. Em 1993, ingressou na prefeitura de São Paulo, na coordenação de alimentação e suprimentos da Secretaria de Abastecimento. Ele é presidente do diretório paulista do Partido da República (PR) e vice-presidente nacional da legenda.

 

 

 

 

Na solenidade, o ex-secretário Wanderley Meira do Nascimento fez um balanço de sua gestão, destacando a implantação dos conselhos gestores dos parques da cidade e o envolvimento da pasta em outras iniciativas recentes. “A gente teve uma contribuição muito grande no Plano Diretor. Nossos funcionários ficaram full time trabalhando nas questões ambientais. Importante também frisar o zoneamento. Ele acaba de entrar na Câmara e também com a participação efetiva dos nossos funcionários”, disse. “Wanderley, quero agradecer o trabalho seu e de sua equipe e o que você fez pelo verde e meio ambiente da cidade, pelo compromisso, pela diligência”, ressaltou Haddad.

 

 

 

 

Também participaram do evento a vice-prefeita Nádia Campeão, o ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, a secretária de Estado do Meio Ambiente, Patricia Iglecias, e os secretários municipais Eduardo Suplicy (Direitos Humanos e Cidadania), Nabil Bonduki (Cultura), Chico Macena (Governo), Luiz Antonio de Medeiros (Coordenação das Subprefeituras), Marianne Pinotti (Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida), Celso Jatene (Esportes, Lazer e Recreação), Antonio Pinto (Igualdade Racial), José Floriano (Habitação), Paula Maria Lara (Licenciamento) e Valter Correia (Gestão).

 

 

 

 
Fonte: Da Redação com informações provenientes de Agências de Notícias Nacionais e da Secretaria Executiva de Comunicação