Justiça – TRF3: Curso de Capacitação de conciliadores tem 332 participantes.

A Universidade São Francisco está com inscrições abertas para curso de conciliação e mediação
Curso de Capacitação de conciliadores tem 332 participantes.

 

Servidores e voluntários poderão atuar nas 33 Centrais de Conciliação dos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul

 

 

 

 

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) realizou, de 13 a 24 de março, mais um Curso de Capacitação de Conciliadores, organizado pelo Gabinete da Conciliação do TRF3 e pela Escola de Magistrados da Justiça Federal da 3ª Região (Emag). O evento teve a participação de 80 pessoas na sede do Tribunal em São Paulo e 252 nas demais subseções judiciárias dos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, por videoconferência.

 

 

 

 

Após a parte teórica, os novos conciliadores, servidores da Justiça Federal e voluntários farão um estágio de 60 horas nas 33 Centrais de Conciliação da 3ª Região. A partir dessa etapa, estarão aptos a atuarem nessas centrais.

 

 

 

 

O curso também contou com a participação do ministro Reynaldo Soares da Fonseca, do Superior Tribunal de Justiça, e da desembargadora federal Daldice Santana, conselheira do Conselho Nacional de Justiça.

 

 

 

 

Segundo a presidente do TRF3, desembargadora federal Cecília Marcondes, o emprego de métodos alternativos de solução de conflitos é uma forma de exercício da cidadania e de efetividade ao acesso à Justiça para a população.

 

 

 

 

Para a desembargadora federal Marisa Santos, coordenadora do Gabinete da Conciliação da Justiça Federal da 3ª Região, muitas vezes a sentença não consegue resolver o problema, apenas o processo. “Quando conseguimos unir todos os interessados em uma mesa de conciliação, nós conseguimos fazer com que as próprias partes encontrem a solução que é adequada a todas elas”, declarou.

 

 

 

 

O evento foi transmitido por videoconferência para as Centrais de Conciliação das cidades de Americana, Araçatuba, Araraquara, Barueri, Bauru, Botucatu, Bragança Paulista, Campinas, Franca, Guaratinguetá, Guarulhos, Itapeva, Jundiaí, Limeira, Marília, Mauá, Mogi das Cruzes, Osasco, Ourinhos, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Carlos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Vicente, Sorocaba, Taubaté e Campo Grande/MS.

 

 

 
Clique aqui e confira como foi o curso.

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da Assessoria de Comunicação Social do TRF3