Eleições 2018 – Rio Grande do Sul: Eduardo Leite e Ivo Sartori vão disputar 2° turno ao governo gaúcho. Confira também os Senadores e Deputados Federais e Estaduais eleitos.

Eduardo Leite e Ivo Sartori vão disputar 2° turno ao governo gaúcho.

 

 

Os candidatos Eduardo Leite (PSDB) e José Ivo Sartori (MDB) disputarão o segundo turno das eleições para o governo do Rio Grande do Sul, no dia 28 de outubro.

 

 

Eduardo Leite obteve 35,52% dos votos válidos e o atual governador que tenta a reeleição, Ivo Sartori, obteve 31,4%%.

 

O ex-ministro Miguel Rossetto (PT) ficou em terceiro lugar, com 17,67%.

 

 

Os votos brancos somam 5,98% e os nulos, 6,76%. A abstenção ficou em 18,24%.

 

 

 

 

Senadores eleitos

 

 

 

Os representantes do Rio Grande do Sul no Senado definidos pelos eleitores neste domingo (7) são Luis Carlos Heinze (PP) e Paulo Paim (PT). Heinze foi o mais votado: conquistou 2,3 milhões de votos, o que representa 21,94% dos votos válidos. Seus suplentes são Drica de Lucena (PP) e Irineu Orth (PP). Já Paulo Paim obteve 1,86 milhão de votos (17,76%) e conquistou, pela terceira vez consecutiva, uma vaga no Senado. Seus suplentes são Cleonice Back (PT) e Reginete Bispo (PT).

 

 

 

 

Luiz Carlos Heinze, 68 anos é natural de Candelária (RS). Formado em engenharia agrônoma e produtor rural, foi professor e secretário municipal de Agricultura de São Borja (1989). Foi prefeito de São Borja pelo extinto PDS entre 1993 e 1996. Atualmente ocupa o quinto mandato como deputado federal do Rio Grande do Sul. Na Câmara dos Deputados, integrou o Conselho de Ética e foi vice-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária. Agora na disputa pelo Senado, chegou a ser anunciado como pré-candidato a governador pelo partido. Porém, o PP desistiu de lançar nome ao governo e decidiu apoiar o PSDB, após a senadora Ana Amélia (PP) aceitar ser a candidata a vice-presidente na chapa de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência da República.

 

 

 

O segundo colocado é um veterano no Senado. Paulo Renato Paim é natural de Caxias do Sul e tem 68 anos. É atual senador pelo Partido dos Trabalhadores. Metalúrgico formado pelo Senai, Paim tornou-se presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Canoas. Em 1985, filiou-se ao PT e, em 1986, foi eleito deputado federal pelo Rio Grande do Sul, sendo deputado constituinte. Foi reeleito sucessivamente em 1990, 1994 e 1998.

 

 

 

Saiu vitorioso nas eleições ao Senado em 2002 e 2010. Participou na Mesa Diretora do Senado como primeiro-vice-presidente no biênio 2003–2005 e já foi presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) por duas vezes.

 

 

 

É autor da Lei do Estatuto do Idoso (10.741, de 2003) e da Lei 9.459, de 1997, que prevê que crimes de racismo sejam inafiançáveis. Também é de sua autoria a Lei do Estatuto da Igualdade Racial e outros projetos importantes como o Estatuto da Pessoa com Deficiência e o Estatuto do Motorista Profissional. No ano passado, presidiu a CPI da Previdência. Destaca-se no Senado pela promoção de debates com a sociedade em audiências públicas sobre temas diversos.

 

 

 

Deputados Federais Eleitos

 

 

 

Marcel Van Hattem (NOVO) – 349.855 votos
Onyx Lorenzoni (DEM) – 183.518 votos
Giovani Cherini (PR) – 151.719 votos
Paulo Pimenta (PT) – 133.086 votos
Marcon (PT) – 122.838 votos
Marlon Santos (PDT) – 116.483 votos
Lucas Redecker (PSDB) – 114.346 votos
Fernanda Melchionna (PSOL) – 114.302 votos
Heitor Schuch (PSB) – 109.053 votos
Henrique Fontana (PT) – 108.585 votos
Carlos Gomes (PRB) – 103.373 votos
Bohn Gass (PT) – 102.964 votos
Danrlei de Deus Goleiro (PSD) – 102.662 votos
Covatti Filho (PP) – 102.063 votos
Márcio Biolchi (MDB) – 100.362 votos
Alceu Moreira (MDB) – 100.341 votos
Afonso Hamm (PP) – 100.018 votos
Maria do Rosário (PT) – 97.303 votos
Pedro Westphalen (PP) – 97.163 votos
Giovani Feltes (MDB) – 93.088 votos
Bibo Nunes (PSL) – 91.664 votos
Jerônimo Goergen (PP) – 89.707 votos
Sanderson Federal (PSL) – 88.559 votos
Osmar Terra (MDB) – 86.305 votos
Maurício Dziedricki (PTB) – 83.617 votos
Pompeo de Mattos (PDT) – 80.427 votos
Daniel da TV (PSDB) – 74.789 votos
Marcelo Moraes (PTB) – 69.904 votos
Afonso Motta (PDT) – 65.712 votos
Liziane Bayer (PSB) – 52.977 votos
Nereu Crispin (PSL) – 32.200

 

 

Deputados Estaduais Eleitos

 

 

 

Tenente-coronel Zucco (PSL) – 166.747 votos
Ruy Irigaray (PSL) – 102.117 votos
Any Ortiz (PPS) – 94.904 votos
Edegar Pretto (PT) – 91.471 votos
Silvana Covatti (PP) – 75.068 votos
Luciana Genro (PSOL) – 73.865 votos
Sergio Peres (PRB) – 72.167 votos
Ernani Polo (PP) – 67.248 votos
Valdeci Oliveira (PT) – 57.840 votos
Luís Augusto Lara (PTB) – 56.396 votos
Elton Weber (PSB) – 55.645 votos
Gabriel Souza (MDB) – 52.953 votos
Sérgio Turra (PP) – 52.668 votos
Eduardo Loureiro (PDT) – 50.056 votos
Jeferson Fernandes (PT) – 49.809 votos
Fábio Ostermann (NOVO) – 48.897 votos
Tiago Simon (MDB) – 45.792 votos
Adolfo Brito (PP) – 44.966 votos
Kelly Moraes (PTB) – 44.755 votos
Edson Brum (MDB) – 43.836 votos
Juliana Brizola (PDT) – 43.822 votos
Gaúcho da Geral (PSD) – 43.012 votos
Juvir Costella (MDB) – 42.066 votos
Fábio Branco (MDB) – 41.468 votos
Luiz Fernando Mainardi (PT) – 41.450 votos
Franciane Bayer (PSB) – 40.317 votos
Pepe Vargas (PT) – 38.798 votos
Aloisio Classmann (PTB) – 37.920 votos
Dirceu do Busato (PTB) – 37.322 votos
Vilmar Zanchin (MDB) – 37.161 votos
Gilberto Capoani (MDB) – 37.058 votos
Zé Nunes (PT) – 36.982 votos
Elizandro Sabino (PTB) – 36.033 votos
Professor Issur Koch (PP) – 35.803 votos
Gerson Burmann (PDT) – 35.136 votos
Sebastião Melo (MDB) – 34.881 votos
Frederico Antunes (PP) – 33.691 votos
Sofia Cavedon (PT) – 32.969 votos
Pedro Pereira (PSDB) – 32.290 votos
Fernando Marroni (PT) – 30.704 votos
Mateus Wesp (PSDB) – 30.704 votos
Dr. Thiago (DEM) – 27.907 votos
Neri, o carteiro (Solidariedade) – 27.808 votos
Paparico Bacchi (PR) – 27.483 votos
Dalciso Oliveira (PSB) – 26.765 votos
Rodrigo Maroni (PODE) – 26.449 votos
Airton Lima (PR) – 25.679 votos
Viana (PSDB) – 25.629 votos
Luiz Marenco (PDT) – 24.607 votos
Zilá Breitenbach (PSDB) – 24.115 votos
Eric Lins (DEM) – 23.042 votos
Vilmar Lourenço (PSL) – 17.828 votos
Capitão Macedo – Professor (PSL) – 17.592 votos
Giuseppe Riesgo (NOVO) – 16.224 votos
Fran Somensi (PRB) – 15.404 votos

 

 

Da Redação com informações provenientes da Agência Brasil, Agência Senado e G1