Eleições 2018 – Alagoas: Renan Filho se reelege governador em Alagoas. Confira também os Senadores e Deputados Federais e Estaduais eleitos.

Renan Filho se reelege governador em Alagoas. (José Cruz/Agência Brasil)

 

 

 

O governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), acaba de garantir a reeleição para o governo de Alagoas. Com 81,48% das urnas apuradas, o candidato tem 791.816 votos (77,99%) e não pode ser mais alcançado por Josan Leite (PSL), que tem 10,47%. Renan Filho completou 39 anos, é casado com a administradora Renata Pires Calheiros e tem dois filhos.

 

 

O candidato reeleito pertence a uma tradicional família de políticos nordestinos. É filho do senador Renan Calheiros (MDB-AL), ex-ministro e ex-presidente do Senado. Filiado ao MDB (na época, PMDB) desde 2003, Renan Filho foi prefeito de Murici (AL) de 2005 a 2010, quando renunciou ao cargo para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados. Na Câmara foi vice-líder do PMDB.

 

 

 

 

Apesar da curta carreira política, Renan Filho foi eleito governador de Alagoas em 2014, no primeiro turno, com 52% dos votos válidos, derrotando o senador Benedito de Lira (PP). É bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade de Brasília (UnB), com especialização em Políticas Públicas para a Primeira Infância na Universidade de Harvard (Cambridge, EUA).

Senadores eleitos:

Os candidatos Juiza Selma Arruda (PSL) e Jayme Campos (DEM) foram eleitos senadores pelo estado de Mato Grosso. Com 99,96% das urnas apuradas, eles foram eleitos com 24,65% e 17,82% dos votos válidos, respectivamente.

Os votos brancos somam 15,62% e os nulos, 27,22%. A abstenção está em 24,56%. Além do vice-governador mato-grossense Carlos Fávaro (PSD), os deputados federais Adilton Sachetti (PRB) e Nilson Leitão (PSDB) não foram eleitos.

Selma Rosane Santos Arruda foi uma das candidatas que fez campanha impulsionada pela popularidade do candidato à Presidência Jair Bolsonaro. Os dois candidatos que concorreram na chapa dela como suplentes também são do PSL. A futura senadora é juíza aposentada do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso.

Diferentemente da estreante na política, Jayme Veríssimo de Campos retorna ao Senado Federal quatro anos depois. Ele foi governador de Mato Grosso entre 1991 e 1995 e prefeito de Várzea Grande (MT) por três mandatos. Jayme Campos iniciou carreira ainda na Arena, partido que deu sustentação ao regime militar.

Veja a lista dos deputados federais eleitos:

JHC (PSB): 12,25% (178.642)
Arthur Lira (PP): 9,86% (143.858)
Marx Beltrão (PSD): 9,56% (139.458)
Sérgio Toledo (PR): 6,73% (98.201)
Nivaldo Albuquerque (PTB): 5,82% (84.956)
Isnaldo Bulhões (MDB): 4,83% (71.847)
Severino Pessôa (PRB):4,83% (70.413)
Paulão (PT): 4,18% (60.900)
Tereza Nelma (PSDB): 3,03% (44.207)

Confira a lista de deputados estaduais eleitos

 

Deputados que se reelegeram:

Coligação Avança Mais Alagoas II

Jó Pereira (MDB)
Ricardo Nezinho (MDB)
Olavo Calheiros (MDB)
Marcelo Victor (SD)
Antônio Albuquerque (PTB)
Gilvan Barros Filho (PSD)
Galba Novaes (MDB)
Coligação Círculo Democrático

Marcos Barbosa (PPS)
Jairzinho Lira (PRTB)
Coligação Avança Alagoas

Inácio Loiola (PDT)
Francisco Tenório (PMN)

Coligação Alagoas com o Povo I

Davi Davino Filho (PP)
Bruno Toledo (PSDB)
Tarcizo Freire (PP)
Léo Loureiro (PP)
Novos deputados:

Coligação Avança Mais Alagoas II

Paulo Dantas (MDB)
Yvan Beltrão (PSD)
Marcelo Beltrão (MDB)
Coligação Círculo Democrático

Fátima Canuto (PRTB)
Flávia Cavalcante (PRTB)
Breno Albuquerque (PRTB)

Coligação Alagoas Que o Povo Quer

Silvio Camelo (PV)
Coligação Alagoas com o Povo I

Cibele Moura (PSDB)
Ângela Garrote (PP)
Dudu Ronalsa (PSDB)
Davi Maia (DEM)

Coligação Muda Alagoas de Verdade

Cabo Bebeto (PSL)

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da Agência Brasil, Agência Senado, TV Gazeta, Já é Notíca