Economia: Brasil tem a maior perda de postos em 23 anos para o mês de abril

 

Desemprego no Brasil deve aumentar em 2015 devido à instabilidade dos mercados na região. Foto: Arisson Marinho/AGECOM
Emprego. Foto: Arisson Marinho/AGECOM

 

O Brasil registrou queda de quase 98 mil postos de trabalho formal. A informação está no relatório de abril do Cadastro-Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

 

Os dados revelam que, no mês passado, o país registrou 1,5 admissões contra 1,6 milhão de demissões. No acumulado do ano, isso significa a perda de 137 mil empregos com carteira assinada.

 

 
Mas, o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, espera que a situação melhore até junho.

 

 
Os setores que registraram as piores perdas de emprego formal foram: indústria e transformação, construção civil, comércio e serviços. Por outro lado, a agricultura registrou um crescimento de 0,55%: foram 8,4 mil novos postos de trabalho no setor.

 

 

 
A redução de emprego formal foi maior em Pernambuco, Alagoas, Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul. Apenas Goiás, Distrito Federal, Piauí, Mato Grosso do Sul e Acre fecharam o mês com saldo positivo.

 

 

 
Esse foi o pior número referente ao mês de abril registrado pelo Caged desde que foi criado, em 1992.

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da EBC – radioagencianacional.ebc.com.br/