Brasil – Segurança: Polícia Federal prendeu estrangeiro responsável por remessas de drogas para o exterior

Polícia Federal prendeu estrangeiro responsável por remessas de drogas para o exterior – Foto: Divulgação/PF

 

 

A Polícia Federal prendeu na última segunda-feira (29/10), em Porto Velho, um dos principais remetentes para o exterior de cocaína diluída em roupas e papéis.

 

 

 

As investigações tiveram início em setembro deste ano, em decorrência de uma prisão realizada pela Polícia Federal no Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira. Na oportunidade, a equipe policial abordou e prendeu uma cidadã boliviana no momento em que embarcava em um voo com destino à China. Em sua bagagem foram identificados quatro casacos, nos quais constatou-se, após a realização de exame pericial, a presença de cocaína diluída no algodão das peças.

 

 

 

 

 

Após esta apreensão, a Polícia Federal deu continuidade às investigações para identificar o responsável pela remessa dos entorpecentes, chegando à localização de um cidadão de origem Libanesa, mas com documento de identidade boliviano, residente em Porto Velho. Ele agenciava mulheres para realizar o transporte de drogas, via aérea, para diversos países.

 

 

 

 

Na semana passada (23/10), uma equipe de policiais apreendeu mercadoria postada nos Correios, que tinha como destino final o Líbano. Em seu interior, foram identificadas substâncias entorpecentes, desta vez diluídas em folhas de papel. Além dessa, a PF também apreendeu, em São Paulo/SP, outros seis envelopes com as mesmas características, remetidos pelo mesmo indivíduo com destino, sobretudo, à Nova Zelândia e ao Líbano. Como forma de evitar sua identificação, o investigado apresentava aos Correios nomes falsos em cada uma das postagens.

 

 

 

A 3ª Vara da Justiça Federal de Porto Velho/RO expediu dois mandados de prisão preventiva em desfavor do investigado e de uma mulher também estrangeira, que o auxiliava no preparo e remessa das drogas. Foi expedido, ainda, um mandado de busca e apreensão no endereço onde se encontravam residindo, utilizado como ponto de apoio para a recepção das mulheres contratadas para o transporte aéreo ou a embalagem das drogas para serem remetidas via SEDEX.

 

 

 

Durante as buscas em seu apartamento, o investigado foi preso em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas e insumos químicos em razão da apreensão de quase 2 kg de cocaína, diversas folhas de papel nas quais as drogas eram impregnadas, além de grande número de petrechos e produtos químicos utilizados na preparação do material.

 

 

 

Após os procedimentos, o preso foi encaminhado para o Presídio de Médio Porte Pandinha, onde permanece à disposição da Justiça Federal.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da Comunicação Social da Polícia Federal em Rondônia