Brasil – Rio Grande do Sul: O Pai, a Madrasta e outros dois acusados de assassinar o menino Bernardo são condenados.

A Juíza Sucilene Engler durante a leitura das penas. – foto: twitter.com/tjrs

 

 

Cinco dias e muitas horas de júri depois, expectativa é pela decisão dos jurados do caso Bernardo. Resultado saiu no final da tarde. A Juíza Sucilene Engler realizou a leitura da sentença. Leandro Boldrini, Graciele Ugulini, Edelvania Wirganovicz e Evandro Wirganovicz foram condenados pelo júri. Os condenados não poderão recorrer em liberdade da decisão.

 

Leandro Boldrini durante o julgamento – Foto: twitter.com/tjrs

 

Leandro Boldrini foi condenado a 33 anos e 8 meses de prisão, sendo 30 anos e 8 meses por homicídio, 2 anos por ocultação de cadáver e 1 ano por falsidade ideológica.

 

 

Graciele Ugulini – Foto: twitter.com/tjrs

 

Graciele Ugulini, madrasta de Bernado, foi condenada a 34 anos e 7 meses de prisão, sendo: 32 anos e 8 meses por homicídio e 1 ano e 11 meses por ocultação de cadáver.

 

 

 

Edelvânia Wirganovicz – Foto: twitter.com/tjrs

 

 

 

Edelvânia Wirganovicz foi condenada a 23 anos de reclusão, dos quais, 21 anos e 4 meses pelo homicídio e 1 ano e 6 meses por ocultação de cadáver.

 

 

 

Evandro Wirganovicz cumprirá a pena em regime semiaberto. – Foto: twitter.com/tjrs

 

 

Para Evandro Wirganovicz, a pena total fixada foi de 9 anos e 6 meses, sendo 8 anos por homicídio simples e 1 ano e 6 meses por ocultação de cadáver. Apenas Evandro  cumprirá a pena em regime semiaberto.

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes do twitter.com/tjrs