Brasil – Política: Geraldo Alckmin foi eleito presidente do PSDB e ataca Lula

14º Convenção Nacional dp PSDB. Foto: George Gianni/Obritonews/Fotos Públicas/09/12/2017.

 

 

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, foi eleito no sábado (9) durante convenção nacional em Brasília, o presidente do PSDB pelos próximos dois anos. A chapa encabeçada por Alckmin recebeu 470 votos a favor, 3 contra, e houve uma abstenção. O primeiro vice-presidente do partido será o governador de Goiás, Marconi Perillo; o segundo vice, o deputado Ricardo Tripoli (SP), líder da bancada do partido na Câmara.

 

 

 

O governador chega à presidência do partido como uma tentativa de unificar o PSDB. Durante as negociações realizadas antes da convenção, o senador Tasso Jereissati (CE) e o governador Goiás, Marconi Perillo, desistiram de suas candidaturas à presidência da legenda. Ao assumir o comando do PSDB, Alckmin dá um passo na construção de sua possível candidatura à Presidência da República em 2018, quando deve enfrentar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

 

 

“Fiquem certos de uma coisa, nós os derrotaremos nas urnas. Lula será condenado nas urnas pela maior recessão de nossa história.

 

 

As urnas os condenarão pelos milhões de empregos perdidos, pelas empresas fechadas, pelos sonhos desfeitos”, disse o tucano.

 

 

“O Brasil vive uma ressaca, descobriu que a ilha da fantasia petista nunca foi a terra prometida. A ilusão petista acabou em pesadelo, na maior crise econômica e ética da história do nosso país. Agora é hora de olhar pra frente”, declarou.

 

 

 

Na convenção, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso também discursou e ressaltou que venceu “Lula duas vezes. Prefiro combatê-lo na urna a vê-lo na cadeia”, afirmou.

 

 

 

Por sua vez, o prefeito de São Paulo, João Dória, manifestou apoio “incondicional” à eventual candidatura de Alckmin. “Quero reafirmar o meu apoio incondicional a Geraldo Alckmin não só como presidente do partido, mas também juntos termos a liderança de Geraldo Alckmin para caminhar para a Presidência do Brasil”, afirmou.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da ANSA