Brasil – Justiça: Documento que supostamente mencionava Ministro do STF na Lava Jato é retirado dos autos.

STF
STF

 

 

 

Documento que supostamente citava um membro do Superior Tribunal Federal, e que foi alvo de reportagens pelos sites  O Antagonista e  Crosué , com o Título “O amigo do amigo de meu pai”, foram retirados dos autos da Operação Lava Jato.

 

 

Segundo reportagem do G1, a TV Globo confirmou que o documento de fato foi anexado aos autos da Lava a Jato , no dia 9 de abril, e seu conteúdo é o que a revista descreve. O documento, porém, não chegou à Procuradoria Geral da República.

 

 

 

No dia 12 de abril, um dia após a publicação da reportagem, o juiz da 13ª Vara, Luiz Antonio Bonat, intimou a PF e o MPF a se manifestarem.

 

 

 

No mesmo dia, o documento foi retirado do processo. Não se sabe as razões. O documento não é assinado por Marcelo Odebrecht, mas por seus advogados.

 

 

 

Da Redação com base em informações do G1 e Renova