Internacional: Presidente Barack Obama propõe ao Congresso fechamento da prisão de Guantánamo em Cuba

Campo Delta em Guantánamo, base militar americana em solo cubano.
Campo Delta em Guantánamo, base militar americana em solo cubano.

 

 

 

 

O presidente Barack Obama está encaminhando hoje (23) ao Congresso dos Estados Unidos um plano para fechar a prisão norte-americana localizada na Baía de Guantánamo, em Cuba, informou o The Wall Street Journal. O anúncio do fechamento da prisão deverá ser feito ainda hoje pelo presidente. A decisão deve receber forte oposição dos representantes do Partido Republicano no Congresso, que não concorda com qualquer concessão ao regime cubano.

 

 

A decisão de Obama ocorre em meio aos preparativos de sua viagem a Havana (capital cubana), em 21 de março, a primeira de um presidente norte-americano a Cuba em quase 60 anos.

 

 

 

 

Segundo o jornal norte-americano, o plano estabelece que o governo deverá solicitar ao Congresso autorização para transferir os presos de Guantánamo para prisões nos Estados Unidos. O custo para a realocação dos detentos, que envolve a construção de novas instalações prisionais, deverá atingir US$ 475 milhões. Autoridades norte-americanas informaram ao jornal que o custo anual de funcionamento da prisão será US$ 445 milhões.

 

 

 

 

De acordo com o jornal, a prisão de Guantánamo tem atualmente 91 prisioneiros. Atualmente, o Congresso norte-americano proíbe a transferência de presos de Guantánamo para os Estados Unidos. Na matéria, o The Wall Street Journal diz que se houver oposição muito forte do Congresso, que impossibilite o fechamento da prisão e a transferência dos detentos, o presidente Obama teria que usar uma medida adicional, denominada ação executiva, que permitiria ao Executivo norte-americano trabalhar com o Congresso para mudar a atual lei.

 

 

 

Da Redação com informações da Agência Brasil