Internacional – Política: TV da Arábia Saudita confirma morte de Jamal Khashoggi

TV da Arábia Saudita confirma morte de Jamal Khashoggi
TV da Arábia Saudita confirma morte de Jamal Khashoggi

 

 

O jornalista saudita Jamal Khashoggi morreu após uma briga no consulado da Arábia Saudita em Istambul, informou nesta sexta-feira (19) a TV estatal do país citando os resultados preliminares de uma investigação. O documento revelado afirmou que o vice-chefe de inteligência, Ahmad al-Assiri, e o assessor do príncipe herdeiro Mohammed Bin Salman, Saud al-Qahtani, foram demitidos por envolvimento com o caso.

 

 

Segundo a emissora de Riad, citada pela “BBC”, pelos menos 18 cidadãos sauditas perderam o emprego em decorrência da investigação.

 

 

 

Esta é a primeira vez que o reino saudita admite a morte do colunista do Washington Post. De acordo com a TV, o rei saudita também ordenou a formação de um comitê ministerial, liderado pelo príncipe, para reestruturar os serviços de inteligência.

 

 

 

Nesta sexta-feira, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, mudou o tom e disse que pode considerar sanções contra o reino saudita pelo desaparecimento de Khashoggi.

 

 

 

 

Jamal Khashoggi, de 60 anos de idade, era um jornalista saudita crítico ao regime do seu país, conhecedor de segredos da monarquia e um dissidente. Ele fugiu da Arábia Saudita em 2017, mas, no dia 2 de outubro, esteve no consulado em Istambul para renovar seus documentos. O jornalista nunca saiu do prédio e autoridades acreditam que ele tenha sido esquartejado vivo.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da ANSA