Internacional: ONU precisa de US$ 415 milhões para ajudar sobreviventes do Nepal

Estragos causados pelo terremoto no Nepal. Foto: Pnud Nepal/Laxmi Prasad Ngakhusi
Estragos causados pelo terremoto no Nepal. Foto: Pnud Nepal/Laxmi Prasad Ngakhusi

 

 

As Nações Unidas lançaram esta quarta-feira um apelo financeiro de US$ 415 milhões, dinheiro necessário com urgência para garantir ajuda aos sobreviventes do terremoto no Nepal.


O plano de ação busca apoiar o governo a fornecer à população serviços críticos nos próximos três meses: abrigo, água, saneamento, cuidados de saúde, comida e proteção.

 

 

Casas Destruídas
A ONU destaca que o terremoto de magnitude 7.8, que atingiu o país no sábado, casou enormes danos, principalmente no Vale de Katmandu. Mais de 5 mil pessoas morreram e pelo menos 10,1 mil ficaram feridas com o desastre natural.

 

 

O terremoto no Nepal destruiu completamente 70 mil casas e mais de meio milhão de residências estão danificadas nos 39 distritos afetados. Milhões de pessoas precisam de assistência alimentar.

 
Logo após o terremoto, governo e as agências humanitárias lançaram uma grande operação de ajuda, com equipes de busca e resgate trabalhando para encontrar sobreviventes e médicos fornecendo assistência aos feridos.

 
Áreas Remotas

 
O coordenador humanitário da ONU para o Nepal, Jamie McGoldrick, declarou que os esforços precisam ser ampliados para garantir assistência vital a todos atingidos pelo terremoto, especialmente os nepaleses que vivem em áreas remotas nas montanhas.

 
Uma das principais necessidades é fornecer abrigo para meio milhão de pessoas que estão vivendo nas ruas e enfrentando o frio. Garantir serviços de saúde de emergência e medicamentos, e fornecer água potável para mais de 4 milhões de civis, também são prioridades.

 
Com o dinheiro, a ONU calcula que 1,4 milhão serão beneficiados com assistência alimentar, incluindo 750 mil em áreas de difícil acesso. A temporada de monção no Nepal está se aproximando e a possibilidade de fortes chuvas gera um outro desafio logístico no fornecimento de assistência.

 
Da Redação com informações da Rádio ONU de Nova York