Internacional: Malala deixa Paquistão depois de visita histórica

Malala deixa Paquistão depois de visita histórica – Foto: Reprodução Facebook / Malala Yousafzai

 

Depois de fazer uma visita de quatro dias à sua cidade natal, a ativista Malala Yousafzai, vencedora do Nobel da Paz em 2014, deixou nesta segunda-feira(2) o Paquistão rumo ao Reino Unido, onde vive há cinco anos.

 

 

 

Malala, de 20 anos, iniciou sua viagem surpresa na última quinta-feira (29) na companhia de sua família e os líderes de sua fundação. Seu primeiro compromisso foi uma reunião com o primeiro-ministro Shahid Khaqan Abbasi, a quem ela afirmou que estava realizando um sonho. Além disso, a ativista visitou sua antiga casa e escola em Mingora, no Vale Swat. Lá, foi onde um militante do Talibã atirou em sua cabeça por defender o direito das meninas paquistanesas ao ensino, em 2012.

 

 

 

 

Em entrevistas a imprensa local, Malala reiterou suas convicções sobre a necessidade de trabalhar intensamente para dar oportunidades educacionais iguais aos jovens, principalmente os paquistaneses. Ela ainda garantiu que, assim que terminasse seus estudos na Universidade de Oxford, voltaria para se estabelecer e trabalhar no Paquistão.

 

 

 

 

A prêmio Nobel demonstrou sua alegria em uma publicação no twitter e definiu Mingora e o Vale do Swat como “os lugares mais lindos na terra” para ela, que também postou uma foto com seus pais e irmãos na frente da casa onde moravam antes do ataque.

 

 

 

“Uma alegria muito grande em ver a casa dos meus pais, visitando amigos e colocando meus pés de volta nesta terra”, escreveu.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da ANSA