Internacional – Itália: Em três anos a Itália registrou mais de 10 mil uniões gays.

Conselho Federal de Psicologia aciona Supremo contra sentença sobre terapia de reversão sexual
Em três anos a Itália registrou mais de 10 mil uniões gays.

 

A Itália registrou mais de 10 mil uniões entre pessoas do mesmo sexo desde o dia 5 de junho de 2016, quando entrou em vigor a primeira lei no país sobre o tema.

 

 

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (5) pelo Ministério do Interior e totalizam exatas 10.877 uniões homossexuais em três anos de vigência da legislação atual.

 

 

Apenas em 2018 foram 2.371 celebrações, sendo que a capital Roma aparece na liderança do ranking, com 306, seguida por Milão (218), Turim (144), Florença (91), Nápoles (80), Bolonha (78) e Veneza (56).

 

 

Após muita resistência no Parlamento, o projeto que legaliza a união civil gay entrou em vigor em 5 de junho de 2016, estendendo aos casais homossexuais quase todos os direitos previstos no casamento, com exceção da adoção e da chamada “obrigação de fidelidade”.

 

 

Esses dois pontos foram cortados do texto final após pressões de parlamentares conservadores que davam sustentação ao governo de centro-esquerda de Matteo Renzi. Dessa forma, evitou-se que a união civil se equiparasse legalmente ao casamento, ainda restrito a heterossexuais.

 

 

A Itália foi o último país da União Europeia a legalizar a união civil entre pessoas do mesmo sexo.

 

 

Da Redação com informações provenientes da Ansa