Internacional: Itália domina setor da moda com 26 marcas em ranking mundial mas Franceses têm maiores receitas

Itália domina setor da moda com 26 marcas em ranking mundial mas Franceses têm maiores receitas

 

 

A Itália é o país que domina o setor da moda e do luxo no mundo com 26 companhias do ramo em uma classificação internacional das 100 primeiras empresas que mais lucram em vendas do planeta, mas continua atrás da França em relação ao valor médio da sua receita anual.

 

 

 

 

Segundo o estudo “Global Power of Luxury Goods 2017”, da sociedade de assessoria financeira e auditoria Deloitte, a Luxottica é a única companhia italiana entre as 10 primeiras colocações, em quarto lugar, seguida pela Prada (17º) e pela Giorgio Armani (21º). No entanto, as empresas italianas têm uma receita média três vezes menor que a das francesas e duas vezes menor que a das concorrentes norte-americanas e suíças.

 

 

 

 

 
Mesmo assim, é possível apontar que as marcas Marcolin e Valentino são as que têm as maiores taxas de crescimento composto (entre 2013 e 2015) do mundo, mais do que as adversárias francesas. Além disso, o faturamento de todas as marcas do ranking é de US$ 212 bilhões no ano fiscal de 2015, sendo assim, as 26 companhias italianas que estão nele têm um mercado forte e cada vez mais aquecido, com cerca de 70% dos consumidores da China, Rússia e Emirados Árabes tendo aumentado nos últimos cinco anos as suas despesas em bens de luxo.

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da ANSA