Internacional – Iêmen: Morre menina de sete anos de idade que se tornou símbolo de crise humanitária no Iêmen

Morre menina de sete anos de idade que se tornou símbolo de crise humanitária no Iêmen – Foto: (Photo/Tyler Hicks, NYT)

 

 

Morreu na última sexta-feira (2), aos sete anos de idade, Amal Hussain, menina que se tornara símbolo da guerra civil e da crise humanitária que assolam o Iêmen desde 2015.

 

 

 

A garota ficou famosa no mundo inteiro ao ser retratada em uma foto na qual aparece deitada em uma maca, reduzida a pouco mais que um esqueleto e com a barriga inchada. Seu rosto, voltado para o lado, exibe um olhar de resignação.

 

 

 

 

A imagem havia sido publicada dias antes pelo repórter norte-americano Tyler Hicks, do jornal “The New York Times”. Amal vivia em um campo de refugiados no norte do Iêmen. “Meu coração está em pedaços”, disse a mãe da menina, Mariam Ali, ao “NYT”.

 

 

 

Ignorada por boa parte da comunidade internacional, a guerra no Iêmen opõe as forças do presidente Abd Rabbo Mansur Hadi, apoiado pela Arábia Saudita, aos rebeldes houthis, que contam com suporte do Irã e do grupo xiita libanês Hezbollah.

 

 

 

O conflito já matou mais de 10 mil pessoas e gerou mais de 2 milhões de deslocados internos

 

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da ANSA