Internacional – Estados Unidos: Juiz bloqueia decreto de Trump para limitar pedidos de asilo

Donald Trump chama premier Canadense Justin Trudeau de "desonesto e fraco" e retira apoio a comunicado do G7
Juiz bloqueia decreto de Trump para limitar pedidos de asilo

 

 

 

Um juiz federal norte-americano bloqueou nesta terça-feira (20) a medida recentemente anunciada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que nega asilo aos imigrantes que cruzam a fronteira do sul do país ilegalmente. A restrição temporária foi assinada pelo magistrado Jon Tigar, em São Francisco, após ouvir os argumentos de grupos de direitos civis, e deve permanecer em vigor até 19 de dezembro, quando haverá uma audiência para decidir uma ordem judicial mais duradoura, informou a emissora “CNN”.

 

 

O republicano havia assinado a ordem no início deste mês em resposta à caravana de milhares de imigrantes que se deslocava para a fronteira com o México. Na ocasião, Trump citou preocupações de interesse nacional e mandou limitar, por pelo menos 90 dias, os pedidos de refúgio. De acordo com a proclamação do presidente, a decisão poderia se estender até a assinatura de um acordo com o governo mexicano para permitir que os Estados Unidos consigam deportar todos os imigrantes ilegais. A medida, no entanto, gerou polêmica e foi alvo de críticas por diversos grupos de direitos humanos. Para eles, Trump está violando as leis de imigração do país.

 

 

 

 

O “Ato de Imigração e Nacionalidades” estabelece que qualquer um que chegue aos EUA, legal ou ilegalmente, pode fazer um pedido de refúgio, caso esteja fugindo de perseguições em seu país de origem. A decisão acontece no momento em que uma caravana partiu de Honduras rumo ao território norte-americano na tentativa de escapar da violência de seus países.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da ANSA