Internacional: Cidade sul-sudanesa teve mais de duas horas de confrontos, revela a ONU

Civis fogem da violência no Sudão do Sul. Foto: Unmiss/Nyang Touch Pal
Civis fogem da violência no Sudão do Sul. Foto: Unmiss/Nyang Touch Pal

 

 

A Missão da ONU no Sudão do Sul, Unmiss, anunciou a ocorrência de bombardeamentos e troca de tiros entre o exército e a oposição durante cerca de duas horas esta segunda-feira em Bentiu, a capital do estado de Unidade.

 


As forças do governo impediram a entrada de uma patrulha da Unmiss ao centro urbano, onde foram suspensos os voos como resultado dos combates.

 

 
Cidade Deserta

 

 
A operação de paz declarou que a situação de segurança continua relativamente calma em Malakal, no estado do Alto Nilo. Mas grande parte da segunda principal cidade do país “está deserta”.

 

 
Neste domingo, uma equipa do Serviço da ONU de Ação contra Minas, Unmas, desativou engenhos explosivos não detonados no Aeroporto de Malakal que restaram de confrontos ocorridos na semana passada.

 

 
Deslocados

 

 
Na sexta-feira, a Unmiss ajudou a libertar 10 mulheres e crianças que haviam sido levadas por combatentes ao longo da estrada entre Malakal e o condado de Baliet. O grupo foi trazido de volta ao acampamento que abriga civis na missão.

 

 
A Unmiss lamentou a continuação das hostilidades em Malakal, bem como o deslocamento de civis que resultou dos confrontos da semana passada. Cerca de 119 mil pessoas estão abrigadas em instalações da ONU em todo o país.

 

 
Da Redação com informações da Rádio ONU de Nova York