Internacional – Aiea: Agência da ONU afirma que Irã cumpre compromissos nucleares de acordo

Agência da ONU afirma que Irã cumpre compromissos nucleares de acordo – Foto: Instalação nuclear de Busher, no Irã / Aiea/Paolo Contri

 

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica, Aiea, Yukiya Amano, disse esta quarta-feira que a agência “pode confirmar que os compromissos relacionados com questões nucleares estão a ser implementados pelo Irã.”

 

 

 

Amano afirmou que “sob o Plano de Ação Conjunto e Abrangente, o Irã está sujeito ao regime de verificação mais robusto do mundo, um ganho de verificação significativo.”

 

 

 

 

Acompanhamento

 

 

 

A nota diz ainda que a agência “acompanha de perto” os novos desenvolvimentos sobre o tema, e que continua a “a verificar e monitorar” a implementação do acordo.

 

 

 

Na terça-feira, o presidente americano, Donald Trump, anunciou que o seu país revogava a participação no acordo nuclear.

 

 

 

Momentos após o anúncio, as Nações Unidas demonstraram profunda preocupação.

 

 

 

Em nota, emitida pelo seu porta-voz, o secretário-geral da ONU, António Guterres, lembrou que havia reiterado, de forma consistente, que o acordo representa uma grande realização nos esforços de não-proliferação nuclear assim como na diplomacia.

 

 

 

Para Guterres, o plano também tem contribuído para a paz e a segurança regionais e internacionais.

 

 

 

Prejuízo

 

 

O chefe das Nações Unidas afirma que é fundamental que todas as preocupações sobre a implementação do Plano de Ação sejam expressadas através do próprio mecanismo criado pelo Plano. Para ele, quaisquer temas não relacionados diretamente ao acordo devem ser tratados sem prejuízo à preservação do documento.

 

 

 

Guterres encerrou a nota pedindo aos participantes que respeitem, inteiramente, os compromissos assumidos no documento e solicitou a todos os países-membros que respeitem o acordo.

 

 

 

Balanço

 

 

Em março, o diretor-geral da Aiea fez um balanço sobre o acordo nuclear firmado em 2015 entre Irã e o Grupo 5+1, formado por Estados Unidos, Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha.

 

 

 

Pela iniciativa, cerca de 2 mil equipamentos e materiais nucleares foram completamente selados pelos funcionários da agência da ONU, que visitaram mais de 190 edifícios no Irã desde a implementação do acordo nuclear.

 

 

 

Naquela época, ele ressaltou que se o pacto nuclear “falhar, será uma grande perda para a verificação nuclear e para o multilateralismo”.

 

 

 

Da Redação com informações provenientes da Rádio ONU