Dia Mundial de Conscientização do Autismo: ONU reforça compromisso com plena inclusão de pessoas com autismo

Em todo o mundo, ainda existem grandes barreiras ao acesso a estas tecnologias, incluindo os custos elevados, a indisponibilidade e o desconhecimento do seu potencial. – Foto: UNICEF

 

 

O secretário-geral da ONU, António Guterres, reforçou o compromisso da “plena inclusão e participação de pessoas com autismo.”

 

 

Em mensagem especial sobre o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, que se assinala a 2 de abril, Guterres destaca que as Nações Unidas afirmam-se “contra a discriminação, celebram a diversidade da comunidade global e fortalecem o compromisso com a plena inclusão e participação de pessoas com autismo.”

 

 

 

Tema

 

 

 

Para Guterres apoiar as pessoas com autismo para que atinjam o seu pleno potencial “é uma parte vital dos esforços para manter a promessa fundamental da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável de não deixar ninguém para trás.”

 

 

 

O tema deste ano é “Tecnologias de assistência, participação ativa” e pretende chamar a atenção para a importância das tecnologias acessíveis no apoio aos autistas a viverem vidas independentes e poderem exercer os seus direitos humanos básicos.

 

 

 

Em todo o mundo, ainda existem grandes barreiras ao acesso a estas tecnologias, incluindo os custos elevados, a indisponibilidade e o desconhecimento do seu potencial.

 

 

Tecnologia

 

 

Guterres recorda a sua Estratégia sobre Novas Tecnologias, lançada no ano passado, e que pretende garantir que estas tecnologias estejam alinhadas com os valores consagrados na Carta da ONU, com o direito internacional e com as convenções de direitos humanos, incluindo a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.

 

 

O secretário-geral reafirma o compromisso da ONU com esses valores, que incluem igualdade, equidade e inclusão, e de promover a plena participação de todas as pessoas com autismo, assegurando que elas tenham as ferramentas necessárias para exercer seus direitos e liberdades fundamentais.

 

 

Diversidade

 

Ao longo da sua história, a família das Nações Unidas celebrou a diversidade e promoveu os direitos e o bem-estar das pessoas com deficiência.

 

 

 

Em 2008, entrou em vigor a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, reafirmando o princípio fundamental dos direitos humanos universais para todos. O seu propósito é promover, proteger e garantir o pleno e igual gozo de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais por todas as pessoas com deficiência, e promover o respeito pela sua dignidade.

 

 

Esta ferramenta tornou-se vital para promover uma sociedade inclusiva e solidária para todos e para garantir que todas as crianças e adultos com autismo possam levar uma vida plena.

 

 

 

Data

 

 

Com o objetivo de dar visibilidade a esta temática, a Assembleia Geral das Nações Unidas declarou unanimemente o dia 2 de abril como Dia Mundial de Conscientização do Autismo.

 

 

O autismo é uma condição neurológica vitalícia que se manifesta durante a primeira infância, independentemente do sexo, raça ou condição socioeconômica.

 

 

 

O autismo é caracterizado pelas suas interações sociais únicas, formas de aprendizagem não padronizadas, grande interesse em assuntos específicos, inclinação a rotinas e formas particulares de processar informações sensoriais.

 

 

A taxa de autismo em todas as regiões do mundo é alta e a falta de compreensão tem um tremendo impacto sobre os indivíduos, suas famílias e comunidades.

 

 

 

Da Redação com informações da Rádio ONU Nova York