Dia do Trabalho 2015: Saiba a origem da relação entre a flor muguet e o 1° de maio na França

Saiba a origem da relação entre a flor muguet e o 1° de maio na França
Saiba a origem da relação entre a flor muguet e o 1° de maio na França

 

O dia 1° de maio não é apenas o Dia do Trabalho na França, mas também o dia para presentear as pessoas de quem gostamos com a flor muguet, que pode ser branca ou cor-de-rosa. A tradição vem de um tempo muito distante.

 

Na Roma antiga, as comemorações em homenagem a Flora, a deusa das flores, tinham seu apogeu em 1° de maio. Os celtas celebravam o início do verão no mesmo dia. Eles dançavam em volta de uma árvore para espantar os maus espíritos e acreditavam que o muguet trazia sorte.

 

 

Flor para as damas da corte

 

 

 

Em 1560, o rei Charles IX, em visita à Drôme com sua mãe, Catherine de Médicis, ganhou um muguet do cavaleiro Louis de Girard de Maisonforte, colhido no seu jardim em Saint-Paul-Trois-Châteaux. O rei, então, decidiu presentear a partir do dia 1° maio de 1561, todos os anos, as damas da corte com a flor. Foi aí que o costume nasceu.

 

 

 

No dia 1° de maio de 1895, o cantor francês Félix Mayol (autor de “Viens, Poupoule!”) chegava a Paris. Sua amiga Jenny Cook lhe deu um buquê de muguets. Ele colocou a flor na sua lapela no primeiro show no Concert Parisien. A série de shows foi um sucesso. Mayol transformou, então, o muguet no seu emblema. Muito popular na época, o cantor relançou a tradição.

 

 

 

Muguet substituiu a rosa

 

 

Em 1° de maio de 1900, durante uma festa organizada pelos grandes estilistas parisienses, todas as mulheres receberam um ramo de muguets. Os estilistas, então, passaram a presentear as suas clientes todos os anos com a flor. Christian Dior, inclusive, transformou o muguet no emblema da sua marca.

 

 

 

A flor apenas foi associada ao Dia do Trabalho sob o governo de Vichy, regime que colaborou com a Alemanha Nazista. No dia 24 de abril de 1941, o marechal Pétain oficializou o 1° de maio como a “Festa do Trabalho e da Conciliação Social”. A rosa vermelha, símbolo do Dia do Trabalho desde 1891 e muito vinculada à esquerda, foi então substituída pelo muguet.

 

 

 

Da Redação com informações de Agências Internacionais e da RFI